opinião

Afinal, que idade temos?

11 jul, 07:00

Notas Soltas

Os especialistas estão a interessar-se por este tema que é fascinante: a idade. 

Durante muito tempo, a nossa idade correspondia à data de nascimento e ao tempo vivido até ao momento em que nos confrontávamos realmente com a idade que tínhamos. Ora, este paradigma de avaliação está em mudança. Por um lado, os avanços da medicina, nomeadamente da medicina anti-aging, principalmente no caso das mulheres, veio alterar o conceito na sua essência. Mas o que é mais relevante é o facto de se considerar agora que há duas idades: a cronológica e a biológica. Ou seja, o processo de envelhecimento depende em 30 por cento de questões genéticas e em 70 por cento do nosso estilo de vida e dos nossos hábitos. Conclusão: Desde que não existam problemas de saúde graves, o ser humano está a ter condições para controlar o seu envelhecimento. Dizem os estudos.

Colunistas

Mais Colunistas

Patrocinados