Prisão preventiva para jovem suspeito de orquestrar massacres no Brasil

3 mai, 19:59
Justiça

Estudante, de 17 anos, que vivia no grande Porto com os pais está indiciado por um total de 12 crimes

O jovem de 17 anos detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas de ter orquestrado e ordenado massacres em escolas no Brasil a partir de uma comunidade que criou nas redes sociais ficou esta tarde em prisão preventiva, sabe a CNN Portugal, por ordem de uma juíza de instrução criminal. 

Em causa os perigos de continuação de atividade criminosa, perturbação do inquérito e alarme social, enquanto decorre o inquérito, dirigido no DIAP de Lisboa pela procuradora Felismina Carvalho Franco. 

O jovem estudante que vivia no grande Porto com os pais está indiciado por um total de 12 crimes: um de homicídio consumado, seis de homicídio tentado, um de instigação pública a um crime, um de apologia pública a um crime, dois de pornografia de menores e associação criminosa.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados