Betty Grafstein deixa conta de 50 mil euros por pagar em hospital privado de Cascais

15 jun, 23:04

Para os valores elevados contribuiu o facto de a joalheira de 95 anos não ter seguro de saúde válido em Portugal

Foram 45 dias de internamento, entre 20 de abril e 4 de junho, devido a uma pneumonia e a uma fratura no fémur, uma conta de 50 mil euros que ficou por pagar no hospital CUF Cascais, onde Betty Grafstein esteve internada.

A joalheira de 95 anos, que acusa o marido, José Castelo Branco de violência doméstica, já regressou a Nova Iorque, nos Estados Unidos, depois de ter tido alta, e por cá ficou uma avultada fatura.

O valor diz respeito às despesas de internamento no hospital CUF Cascais e ao serviço prestado pelos profissionais de saúde que viajaram no avião com a idosa até aos Estados Unidos. Só este transporte terá custado 15 mil euros.

Para os valores elevados contribuiu o facto de Betty Grafstein não ter seguro de saúde válido em Portugal.

A TVI apurou entretanto que quando o filho da empresária abandonou o país a conta não estava fechada e que até ao momento não foi notificado do valor a pagar. Roger Basile tenciona saldar a dívida assim que receber a fatura.

País

Mais País

Patrocinados