Árbitro turco recorda agressões: «Não perdoei, nem vou perdoar»

20 dez 2023, 16:55
Agressão a árbitro na Turquia (Abdurrahman Antakyali/Depo Photos via AP)

Halil Umut Meler responsabiliza ainda o treinador do Ankaragucu por ter iniciado a confusão

Halil Umut Meler, árbitro agredido pelo presidente e outros elementos do Ankaragucu no final do jogo com o Rizespor, acusou o treinador Emre Belözoğlu de ter provocado a situação e garantiu que não vai perdoar Faruk Koca.

«Após o apito, os jogadores vieram agradecer e cumprimentar. Enquanto isso, vi as mãos e os braços de Emre Belözoğlu [treinador do Ankaragucu]. No momento em que estávamos concentrados no que estava a acontecer, no que estava a ser dito, a pessoa que cometeu a ação [Faruk Koca] deu-me um soco do lado esquerdo. Não sei se me lembro do que aconteceu depois disso. Porque fui atingido quando estava no chão. Nem a polícia nem os representantes esperavam aquilo. Uma situação inesperada, porque não houve nenhum incidente que pudesse antever aquilo. Foi só o treinador quem provocou esta situação. Não foi mais ninguém», começou por dizer, em entrevista ao jornal Hurriyet.

«Não perdoei, nem vou perdoar. Deu-me um soco, eu desabei e caí no chão. Mas a confusão enquanto eu estava no chão será algo que nunca esquecerei. É por isso que, em consciência, nunca perdoarei. Não vou perdoar de forma alguma, nunca vou perdoar quem fez isso ou quem provocou. Não vou perdoar», completou.

Umut Meler assumiu que tinha o desejo de estar presente no Euro 2024 e no próximo Mundial, mas encontra-se numa fase de «reflexão» quanto ao futuro da carreira como árbitro.

Relacionados

Patrocinados