Sobe para 17 o número de mortos após passagem do ciclone Gombe em Moçambique

Agência Lusa , BMA
15 mar, 21:31
Ciclone Gombe em Moçambique (Getty Images)

Província de Nampula foi a mais atingida, com quase 100.000 pessoas afetadas

O número de mortes na sequência da passagem do ciclone Gombe por Moçambique subiu de 15 para 17, indica o novo balanço do Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD).

Os novos óbitos foram registados na província da Zambézia, no centro do país, segundo a atualização diária emitida pelo INGD, que indica ainda que há 52 pessoas feridas.

No total, segundo os dados do INGD, 104.892 pessoas foram afetadas nas províncias de Nampula, Niassa, no Norte, e Zambézia, no centro do país.

A província de Nampula foi a mais atingida, com 98.619 pessoas afetadas.

Pelo menos 12.524 foram acolhidas nos 27 centros criados pelas autoridades para prestar assistência às comunidades em todas zonas afetadas.

As autoridades moçambicanas registaram ainda 11.978 casas totalmente arrasadas e cinco pontes destruídas, bem como a queda de 2.734 postes de energia. 

A tempestade Gombe chegou à costa moçambicana na madrugada de sexta-feira na categoria de ciclone intenso com chuva torrencial e vento de 165 km/h, com rajadas superiores a 200.

A tempestade atingiu Moçambique três anos depois de os ciclones Idai e Kenneth terem fustigado, respetivamente, as regiões centro e norte do país naquela que foi uma das mais severas épocas chuvosas de que há memória.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

África

Mais África

Patrocinados