Portugal pediu apoio ao Mecanismo de Protecção Civil da União Europeia para combater os fogos

CNN Portugal , MJC
10 jul, 14:14
Incêndio em Castro Daire

O Governo de Espanha disponibilizou dois aviões pesados anfíbios (Canadair) para apoiarem no combate aos incêndios em Portugal

Ao abrigo do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia, e na sequência de um pedido de Portugal, o Governo de Espanha disponibilizou dois aviões pesados anfíbios (Canadair) para apoiarem no combate aos incêndios em Portugal, informa o Ministério da Administração Interna em comunicado.

Estes dois aviões juntam-se aos 60 que integram o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios e começaram a operar este domingo.

Portugal ativou o Mecanismo de Proteção Civil da UE para solicitar assistência de emergência para os atuais incêndios florestais na zona centro do país. 

O Comissário responsável pela Gestão de Crises, Janez Lenarčič, afirmou: "Com a nossa rápida resposta ao pedido português de assistência, a UE demonstra a sua total solidariedade na luta contra os incêndios florestais no centro de Portugal. Agradeço à Espanha por mobilizar rapidamente dois aviões de combate a incêndios através do RescEU esta manhã . Os nossos pensamentos estão com as pessoas afetadas e com os bombeiros e outros socorristas em terra. Estamos prontos para fornecer mais assistência".

Além disso, o Serviço de Mapeamento de Emergência Copernicus da UE foi ativado por Portugal no dia 8 de julho para os incêndios florestais que afetam os distritos de Leiria e Santarém, no concelho de Ourém. Esses mapas ajudam os socorristas com uma avaliação do impacto e danos dos incêndios.

O Presidente da República alertou este domingo para "uma situação grave" nos próximos dias, sobretudo a partir do dia 12, sendo esperado um "agravamento" quer ao nível do alargamento da extensão da área de risco, quer ao nível dos fatores de risco de incêndio.

Relacionados

País

Mais País

Patrocinados