"Ato criminoso": quem exibir letra "Z" como apoio à invasão da Ucrânia pode ser punido na Alemanha

CNN Portugal , BCE
28 mar, 16:18

O "Z" marcado nos veículos militares russos na Ucrânia tem sido adotado por apoiantes da guerra, inclusive em bandeiras e manifestações pró-Rússia

O aviso é do governo alemão: quem exibir a letra "Z" para manifestar o seu apoio à invasão russa da Ucrânia pode ser acusado de "ato criminoso", alertou o ministério do Interior da Alemanha nesta segunda-feira.

"A letra Z, tal como é, obviamente que não está proibida, mas o seu uso pode, em casos individuais, constituir o apoio à guerra", explicou um porta-voz.

O "Z" marcado nos veículos militares russos na Ucrânia tem sido adotado por apoiantes da guerra, inclusive em bandeiras e manifestações pró-Rússia. Aliás, há quem vista t-shirts e camisolas com a letra "Z" bem visível como manifestação do apoio à invasão russa. 

"A guerra da Rússia à Ucrânia é um ato criminoso e quem publicamente aprovar esta guerra pode ser processado", defendeu o governo alemão.

No final de fevereiro, dias antes de as forças russas avançarem com uma invasão da Ucrânia, começaram a circular nas redes sociais vídeos e fotos que mostravam carros de combate, camiões de comunicações e lança-rockets marcados com a letra “Z” a dirigirem-se para a fronteira. 

O movimento levou a que alguns especialistas militares tentassem descodificar o que significava esta letra: alguns interpretaram o “Z” como “Za pobedy”, russo para “vitória”, ou como “Zapad”, para “Ocidente”. Alguns apelidaram os veículos pintados com o símbolo de “Esquadrão Zorro”, enquanto outros sugeriram que o “Z” poderia representar o denominado “alvo número um” do Kremlin, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados