Presidente da República já teve alta após cirurgia: "Já vou trabalhar hoje"

16 dez 2021, 13:25

Marcelo Rebelo de Sousa foi operado a duas hérnias enguinais no Hospital das Forças Armadas

PUB

O Presidente da República teve alta ao início da tarde desta quinta-feira após uma cirurgia a duas hérnias enguinais. À saída do Hospital das Forças Armadas, Marcelo disse aos jornalistas que a operação correu "muitíssimo bem".

"Já vou trabalhar hoje e trabalhei ontem", revelou. "Já ontem promulguei diplomas e hoje tenho diplomas para promulgar", repetiu. 

PUB

O Presidente disse ainda que se sente bem mas "tem de ter alguma precaução com esforços mais intensos" e não poderá conduzir, mergulhar ou andar de avião nas próximas duas semanas, razão pela qual não dará, provavelmente, um mergulho no primeiro dia do próximo ano, como faz por tradição. 

Já as viagens em agenda para o próximo mês de janeiro, por agora, mantêm-se "até prova em contrário": Marcelo confirmou que planeia estar na Expo Dubai para o encerramento e que também espera poder fazer, no final do mês, a visita a Moçambique. 

Questionado sobre a possibilidade de prolongar restrições para além do dia 9 de janeiro devido à pandemia de covid-19, conforme admitiu esta quinta-feira o primeiro-ministro, Marcelo disse que António Costa teve uma posição de sensatez, referindo que outras medidas, nomeadamente no que diz respeito ao encerramento de fronteiras, terão de ser decididas mediante a "evolução externa e interna" do vírus. "Não vamos pôr o carro à frente dos bois", disse mesmo.

PUB
PUB
PUB

A propósito da quarta dose da vacina contra a covid-19, perante o agravamento dos contágios com a variante Ómicron, o Presidente diz que estamos "a caminhar para o que houve quando foi a velha gripe", referindo que pode haver vantagem de realizar periodicamente vacinas contra a covid-19. "Pode ser que seja esse o caminho", afirmou. 

A 18 de novembro, Marcelo Rebelo de Sousa adiantou que iria ser operado a “uma pequena hérnia inguinal de oito centímetros” antes do Natal, numa operação que decorreria em princípio no Hospital das Forças Armadas, em Lisboa. Ontem, após o final da cirurgia, Belém anunciou que o presidente tinha afinal sido operado com sucesso a duas hérnias enguinais. Numa nota no site da Presidência, assinada pelo cirurgião Pedro Hart Campos e o médico assistente Daniel de Matos, os profissionais esclareceram que "o ato cirúrgico decorreu sem quaisquer complicações e com total estabilidade".

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

PR Marcelo

Mais PR Marcelo

Patrocinados