«Responsabilidade é de toda a gente, não dos Super Dragões ou do Conceição»

Ricardo Jorge Castro , Olival, Vila Nova de Gaia
2 jun 2020, 14:06

Técnico do FC Porto espera que o futebol seja «exemplo positivo» na sociedade, entre a pandemia da covid-19

O futebol como exemplo e o exemplo dado por todos. Sérgio Conceição defende que é preciso seguir as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) no regresso da competição da I Liga para concluir a época 2019/2020, mas frisa que a responsabilidade é de todos os agentes envolvidos, desde treinadores a jogadores, passando pelos adeptos.

«As normas de segurança, o que é exigido às pessoas, é para toda a gente. O futebol faz parte do grupo de pessoas que precisam de ter os cuidados naturais que a DGS propôs. Isso é uma responsabilidade que toda a gente tem de ter, não são os Super Dragões que têm de ter mais, ou o Sérgio Conceição por ser treinador do FC Porto», sublinhou.

«O que espero e desejo é que se não se entre num exagero e que o futebol seja um exemplo positivo», continuou, antes de reforçar que a «grande preocupação é o Famalicão neste momento», no jogo de quarta-feira.

«Com certeza que as pessoas fazem parte de um jogo de futebol. Está tudo controlado e aproveito para dar os parabéns, criaram-se condições para acabar o campeonato. Sou a favor de tudo o que permita que haja cada vez mais tempo de espetáculo. O futebol é exigente, joga-se uma velocidade e intensidade diferente de há uns anos. Agora, temos de ver o timing de aplicação das novas regras», assinalou, por fim, em alusão às cinco substituições durante um jogo.

O Famalicão-FC Porto, da 25.ª jornada da I Liga, joga-se a partir das 21h15 de quarta-feira. Siga o jogo, ao minuto, no Maisfutebol.

Relacionados

Mais Lidas

Patrocinados