Saiba tudo sobre o Euro aqui

Balões com estrume atirados da Coreia do Norte para a Coreia do Sul

29 mai, 12:04

Mais de 150 balões foram detetados pelas forças armadas de Seul

Carregados de baterias, peças de calçado e estrume, mais de 150 "balões de lixo" foram lançados da Coreia do Norte para a Coreia do Sul, avança a Yonhap News. A contagem foi feita pelas forças armadas da Coreia do Sul, que montou uma operação de limpeza em Seul.

O envio de balões acontece, de acordo com a Bloomberg, depois de o vice-ministro da Defesa da Coreia do Norte ter sido citado pelos meios de comunicação social oficiais a afirmar que o Pyongyang ia espalhar "montanhas de lixo e de sujidade" na Coreia do Sul como retaliação por aquilo que o regime de Kim Jong-un considera ameaças à segurança, como é o caso dos voos de vigilância. Refira-se anda que, no início de maio, ativistas sul-coreanos enviaram vários balões para a Coreia do Norte com mensagens anti-Pyongyang.

Mais do que o lançamento de "balões de lixo", Kim Jong-un afirmou esta quarta-feira que o lançamento de satélites espiões é essencial para proteger a soberania da Coreia do Norte. Enquanto discursava na Academia de Ciências da Defesa do país, afirmou que um míssil, lançado segunda-feira, destinado a lançar um satélite espião falhou devido a uma anomalia num motor da primeira fase. 

O míssil explodiu pouco depois da descolagem, o que constituiu um revés para o líder norte-coreano, que tenciona lançar três satélites espiões em 2024. “A posse de um satélite de reconhecimento militar é um pré-requisito e essencial para que a nossa nação reforce ainda mais a sua dissuasão de autodefesa e proteja a soberania nacional”, disse à KCNA esta quarta-feira.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados