Dez dicas para "sobreviver" à mesa de Natal cheia (e sem quilos a mais na balança)

24 dez 2021, 15:00
Natal
Natal

Natal significa família, presentes e boa comida. Boa comida significa, por vezes, alguns quilinhos a mais após a época festiva. Para evitar surpresas na balança, a CNN Portugal falou com a nutricionista Carla Castrelo, que explicou como ter uma quadra natalícia mais moderada

PUB

1. Atenção às quantidades

Não deixar de comer, mas comer com moderação. Moderar as quantidades e ter atenção às porções. Apostar na qualidade em vez de na quantidade.

PUB

Outra forma de comer menos é não ficar mais de três horas sem se alimentar.

Na altura dos snacks, opte por uma peça de fruta ou por um iogurte magro.

2. Variar os ingredientes das receitas

Fazer trocas de ingredientes das receitas tradicionais por outras menos calóricas (por exemplo, substituir o leite por bebida vegetal sem açúcares adicionados, substituir a farinha de trigo, por farinha de aveia ou de amêndoa, optar por açúcar de coco ou mascavado ou adoçante saudável (Stevia) em vez de açúcar branco).

Quando fizer fritos, deixe escorrer toda a gordura após a fritura e coloque em papel absorvente. Muito importante: não coma os fritos quentes.

3. Legumes sempre presentes

Tentar acompanhar as refeições sempre com legumes, vegetais ou saladas, deixando de lado as batatas e o arroz nestes dias em que passamos mais tempo sentados à mesa e nos mexemos pouco.

PUB
PUB
PUB

O objetivo é reforçar a fibra no organismo, evitando o consumo de farináceos.

Nos temperos, utilizar as ervas aromáticas, menos sal e optar condimentos menos calóricos como o vinagre e o limão.

4. Comer sopa

A sopa é sempre uma boa opção porque é um alimento rico em água e em fibras que favorece a digestão e, por outro lado, dá-nos uma sensação de saciedade e acalma o apetite.

No entanto, nem todas as sopas são recomendadas, devendo ser evitadas sopas com feijão ou grão. 

5. Sermos seletivos no tipo de doces

Não optar por doces que podemos consumir o ano inteiro (mousses de chocolate, bolos de bolacha, por exemplo) e vivenciar a época com aquilo que faz sentido.

6. Evitar o desperdício alimentar

Fazer uma lista de compras, para as refeições principais/doces e confecionar as quantidades necessárias, evitando assim o desperdício alimentar.

7. Ter uma sobremesa saudável na mesa

Espetadas de fruta, rabanadas de forno, semifrio de fruta são algumas sugestões. São doces que podemos comer um bocadinho mais e assim controlamos as porções dos outros doces.

PUB
PUB
PUB

Optar sempre que possível por versões no forno, em substituição da versão frita.

8. Atenção aos frutos secos

Os frutos secos são muito calóricos e devem ser consumidos com moderação. A escolha devem ser os frutos sem sal e tirar de uma só vez o que se pretende comer, em vez de petiscar.

9. Bebida? Água

A melhor escolha da bebida é sempre a água: a melhor forma de hidratação, sem açúcares e com zero calorias. No entanto, se optar por bebidas alcóolicas, deve fazê-lo com moderação e a acompanhar a refeição.

Recomenda-se o vinho tinto pelas suas propriedades antioxidantes.

Porque o tempo é frio, deve optar-se também pelo chá (verde, sem cafeína, mate) que são bons antioxidantes que neutralizam o excesso de açúcar.

10. Atividade física

Para compensar a ingestão de calorias, não nos podemos esquecer da atividade física. O importante é movimentar-se e, por isso, uma boa opção é fazer um passeio a pé em família, dançar ao som de músicas de Natal, ou brincar com os mais pequenos.

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Vida Saudável

Mais Vida Saudável

Patrocinados