PJ segue rasto dos milhões de "Xuxas", o maior traficante português

28 jun, 13:00

Apesar dos cuidados na ocultação da fortuna, os sinais exteriores de riqueza são abundantes. Imagens das vigilâncias da PJ a ‘Xuxas’, a que a TVI, do mesmo grupo da CNN Portugal, teve acesso, revelam por exemplo uma vasta coleção de automóveis de luxo, entre Porsche, Mercedes e BMW

O Gabinete de Recuperação de Ativos da Polícia Judiciária vai atrás do património milionário de Ruben Oliveira, conhecido por ‘Xuxas’ e considerado o maior traficante português de sempre.

A investigação passa por chegar à rede de testas de ferro em nome dos quais o traficante de 38 anos colocava a propriedade dos bens imobiliários na Grande Lisboa avaliados em largos milhões de euros.
 
Ruben Oliveira, braço-direito do major Sérgio Carvalho, conhecido como o “Escobar brasileiro”, foi apanhado pela PJ no bairro dos Olivais, em Lisboa, no final da última semana.

Apesar dos cuidados do traficante português na ocultação da fortuna, ainda assim os sinais exteriores de riqueza são abundantes. As imagens das vigilâncias da PJ a ‘Xuxas’, a que a TVI, do mesmo grupo da CNN Portugal, teve acesso, revelam por exemplo uma vasta coleção de automóveis de luxo, entre Porsche, Mercedes e BMW.
 
Todo este património, que tem estado a ser identificado nos últimos meses, deverá ser congelado à guarda do processo e pode reverter a favor do Estado.

Os testas de ferro, cúmplices no branqueamento de capitais e até na atividade do tráfico internacional de cocaína, podem ser também detidos nos próximos tempos.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados