Covid obriga Guillaume Martin a abandonar o Tour

10 jul, 12:47
Tour na Dinamarca

Ciclista francês era um dos candidatos a terminar Volta a França no top-10

O francês Guillaume Martin (Cofidis), um dos candidatos ao ‘top 10’ na Volta a França, testou positivo à covid-19 e abandonou a prova francesa antes do início da nona etapa da 109.ª edição, confirmou a União Ciclista Internacional.

«A União Ciclista Internacional (UCI) anuncia que Guillaume Martin, da equipa Cofidis, não vai alinhar na nona etapa da Volta a França, devido à aplicação do protocolo sanitário da covid-19. A decisão foi tomada colegialmente pelo médico da equipa, o médico covid-19 da corrida e o diretor médico da UCI, com base nos elementos clínicos disponíveis», informou a federação internacional, em comunicado.

Oitavo classificado do Tour2021, o trepador francês de 29 anos ocupava atualmente a 14.ª posição da geral, a 3.02 minutos do camisola amarela, o esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates).

A covid-19 colocou assim um ponto final na impressionante série de 362 dias de competição sem abandonos do ciclista da Cofidis, que é a mais recente ‘vítima’ da nova vaga do vírus no pelotão.

No sábado, o francês Geoffrey Bouchard (AG2R Citroën) e o norueguês Vegard Stake Laengen, companheiro de Pogacar, tornaram-se os primeiros ciclistas a abandonar a ‘Grande Boucle’ por estarem infetados com o coronavírus. Já este domingo também o português Ruben Guerreiro abandonou a Volta a França.

A nona etapa da Volta a França liga hoje Aigle, a cidade suíça onde está sediada a UCI, a Châtel, no total de 192,9 quilómetros.

Relacionados

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados