Governo turco denuncia ataque terrorista ao Ministério do Interior em Ancara

CNN Portugal , BC - atualizada às 14:10
1 out, 08:30

Dois homens tentaram atacar Ministério do Interior em Ancara. Um fez-se explodir e o outro foi neutralizado, de acordo com o governo turco

O governo turco revelou que um ataque suicida foi registado na manhã deste domingo em Ancara, capital da Turquia. Um dos atacantes fez-se explodir frente ao Ministério do Interior, perto do edifício do parlamento, avança a imprensa turca, citando fonte do governo.

A agência turca Anadolu cita o ministro do Interior, que indica que se tratou de um ataque suicida às instalações do próprio ministério, onde se encontra a direção-geral das autoridades policiais. Um dos atacantes fez-se explodir e o outro foi neutralizado. Dois agentes da polícia ficaram feridos.

 

Numa declaração partilhada nas redes sociais, citada pela Anadolu, o ministro do Interior Ali Yerlikaya informou que "dois terroristas" num veículo comercial pararam frente às instalações do ministério pelas 9:30 deste domingo - menos duas horas em Lisboa, tendo atacado em seguida.

O ataque suicida fez deflagrar um incêndio que feriu os dois agentes da polícia.

"Desejo uma rápida recuperação aos nossos heróis", acrescentou o ministro. "A nossa luta vai continuar implacável até que o último terrorista seja neutralizado".

O Ministério Público abriu entretanto uma investigação ao alegado ataque terrorista, não tendo sido identificado, até ao momento, qualquer grupo suspeito da autoria do atentado. 

Devido ao ataque, as autoridades turcas cortaram várias ruas no centro de Ancara. As imagens das agências internacionais mostram um forte dispositivo policial na capital da Turquia, com militares nas ruas e vários veículos blindados próximos do local do ataque, frente às instalações do Ministério do Interior.

"Um dos dois terroristas, que carregavam bombas, fez-se explodir à porta do Ministério e o outro foi morto com um tiro na cabeça antes de ter oportunidade de fazer o mesmo”, declarou mais tarde o ministro do Interior, Ali Yerlikaya, em declarações aos jornalistas.

O ministro turco acrescentou que dois polícias ficaram feridos e estão a receber cuidados médicos, mas não correm risco de vida.

Yerlikaya não atribuiu o ataque a qualquer grupo específico, apenas prometeu que o Governo continuará a lutar de forma decisiva contra “todos os tipos de terrorismo e crime organizado”.

O ministro turco alertou que as imagens do ataque não devem ser divulgadas nas redes sociais e que está a ser aberta uma investigação judicial contra quem realizar publicações do atentado.

Vários jornalistas turcos divulgaram na rede social X (antigo Twitter) vídeos do incidente supostamente gravados por câmaras de segurança. Nas imagens, é possível observar uma carrinha ligeira a parar diante do Ministério do Interior turco. Dois homens saem do veículo, um dos atacantes coloca-se em posição de disparar diante do carro quando se ouve uma grande explosão.

Segundo o jornal turco Sabah, o carro já foi identificado e pertence a um veterinário da província de Kayseri, cerca de 300 quilómetros a sudeste de Ancara.

“Os terroristas nunca alcançarão os seus objetivos”, disse hoje o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ao parlamento, poucas horas depois do ataque.

“Os vilões que ameaçam a paz e a segurança dos cidadãos não alcançaram os seus objetivos e nunca os alcançarão”, acrescentou ainda Erdogan.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados