Afonso Sousa (Sub-21): «Sabemos que podemos ser candidatos ao título»

14 jun 2023, 19:01
Afonso Sousa (FPF)

Médio do Lech Poznan fala das expetativas para o Europeu que começa na próxima semana

Afonso Sousa, internacional português que joga nos polacos do Lech Poznan, considera que a seleção de sub-21 é uma das favoritas a conquistar o Campeonato Europeu que se realiza na Roménia e na Geórgia, de 21 de junho a 8 de julho.

«Queremos que o primeiro jogo chegue o mais depressa possível. Estamos preparados para defrontar a Geórgia. Portugal é sempre candidato em todas as competições em que entra. Isso não nos traz pressão. Vamos para lá e sabemos que podemos ser candidatos ao título. Acaba por ser uma pressão boa. Portugal vai para uma competição e quer sempre o título. Não é segredo nenhum. Não fugimos a essa regra. Agora o nosso foco é o jogo com a Geórgia. Depois, passo a passo, pensaremos nos outros jogos», destacou o médio em conferência de imprensa, na Cidade do Futebol.

A integração de vários jogadores que têm estado ao serviço dos sub-21 na seleção principal não retira a Afonso Sousa a esperança de conquistar o troféu europeu, embora reconheça que poderiam ser uma mais-valia na qualidade da equipa.

«Vejo como uma oportunidade para muitos jogadores estarem aqui. Os jogadores que estão acima poderiam acrescentar muito mais. Não é uma decisão nossa, temos de estar orgulhosos disso. Todos sabemos que Portugal tem muita qualidade em todos os aspetos. Estamos felizes com todos os jogadores que temos aqui», garantiu.

O jogador, que carrega em si o legado de ser neto de António Sousa, antiga glória do FC Porto e Beira-Mar, e de ser filho de Ricardo Sousa, que, entre outros, também vestiu a camisola dos dragões e dos aveirenses, salienta que isso não lhe traz problemas de maior e que é mesmo um orgulho.

«A responsabilidade vem de há muito tempo. Não só do meu avô, como também do meu pai. Tenho muito orgulho daquilo que fizeram. Agora quero escrever a minha história», sustentou.

Em relação ao facto de o selecionador Rui Jorge ter convocado apenas seis defesas para o Europeu, o médio acredita que isso não será uma limitação, tendo em conta o estilo de jogo da seleção.

«Portugal gosta sempre de jogar ao ataque. Não temos problemas em levar apenas seis defesas. São opções. Somos uma equipa de ataque, que gosta de ter bola e gosta de atacar», disse, mostrando satisfação por estar entre os eleitos.

A seleção de sub-21, que integra o Grupo A, entra em ação a 21 de junho, frente à Geórgia. Depois, no dia 24, defronta os Países Baixos e, a 27, mede forças com a Bélgica. Todos os jogos estão agendados para as 17h00 de Portugaç-

Relacionados

Seleção

Mais Seleção

Patrocinados