Políticos de volta ao Infarmed para ouvir especialistas sobre a evolução da pandemia

19 nov, 06:52

A vacinação será um dos temos fortes da reunião, com Baltazar Nunes do INSA a apresentar o seu impacto na população, e Ausenda Machado a abordar a efetividade das vacinas contra a covid-19

PUB

Especialistas de várias áreas da saúde e políticos voltam a reunir-se para avaliar a evolução da pandemia da covid-19, numa altura em que se regista um aumento de infeções em Portugal e na Europa.

Esta reunião na sede do Infarmed, em Lisboa, foi convocada pelo primeiro-ministro, António Costa, que já avançou não antever a necessidade de adotar medidas de controlo da pandemia que impliquem um novo estado de emergência.

PUB

Agendada para as 15:00, a reunião contará também, pela parte política, com a participação do chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, do presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, e de membros de partidos com representação parlamentar.

Da parte dos especialistas, Pedro Pinto Leite, da Direção-Geral da Saúde, apresentará a situação epidemiológica no país e na Europa, seguindo-se uma apresentação de Henrique Barros, do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto, sobre a forma como a pandemia evoluiu.

A vacinação será um dos temos fortes da reunião, com Baltazar Nunes, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), a apresentar o seu impacto na população, e Ausenda Machado, também do INSA, a abordar a efetividade das vacinas contra a covid-19.

PUB
PUB
PUB

O coronel Carlos Penha-Gonçalves, do núcleo de coordenação da vacinação, fará um ponto de situação sobre o plano, ao que segue a intervenção de Margarida Gaspar de Matos, da `task force´ das ciências comportamentais.

A especialista Raquel Duarte, do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto, apresentará as propostas de medidas para prevenir e controlar a pandemia em Portugal.

Na quinta-feira, Portugal registou 2.398 novos casos de infeção e 12 mortes e estavam internados em enfermaria 523 doentes e 72 nas unidades de cuidados intensivos. Em 14 dos 18 dias deste mês, o país registou um número diário de novas infeções superior a mil.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19