Rui Rocha propõe eleições da IL apenas em janeiro, um mês depois do previsto

Agência Lusa , DCT
25 out, 11:08
Rui Rocha (Lusa/António Pedro Santos

O deputado pretende "continuar o atual sucesso da IL e popularizar o liberalismo, afirmando as ideias e os valores liberais com convicção e humildade para transformar Portugal num país mais próspero, mais justo e mais livre”.

O candidato anunciado à liderança da IL Rui Rocha vai propor ao Conselho Nacional que a convenção se realize apenas em janeiro, um mês depois do previsto, para que o tempo não seja uma limitação para quem quiser concorrer.

No domingo foi anunciado que as eleições para a comissão executiva da Iniciativa Liberal (IL) vão ser antecipadas e que o presidente João Cotrim Figueiredo não será novamente candidato ao cargo, uma corrida à qual já se apresentou o deputado Rui Rocha.

“A competência para fixar o calendário eleitoral é do Conselho Nacional e eu respeitarei obviamente a decisão que vier a ser tomada em lugar próprio. Em todo o caso, considero que o partido ganha imenso com o debate democrático e a discussão clara de alternativas”, justificou, em comunicado enviado à agência Lusa.

A proposta de Rui Rocha é “alargar esse calendário, passando as eleições para janeiro e permitindo que quem estiver disponível para avançar o faça sem que o tempo constitua qualquer limitação”.

O 24º Conselho Nacional foi convocado para 06 de novembro, em Coimbra, reunião na qual será aprovada a data e o Regimento da VII Convenção Nacional da IL.

Depois de ter sido conhecida esta decisão do líder da IL, em comunicado enviado à agência Lusa, Rui Rocha anunciou a sua candidatura à liderança do partido, sob o lema "Liberalismo para todos".

O deputado pretende "continuar o atual sucesso da IL e popularizar o liberalismo, afirmando as ideias e os valores liberais com convicção e humildade para transformar Portugal num país mais próspero, mais justo e mais livre”.

No domingo, em declarações à agência Lusa, Cotrim Figueiredo assegurou que a decisão de antecipar eleições sem se recandidatar não se deveu a problemas internos, mas a uma “análise política objetiva”, deixando claro que continuará a ser deputado depois de sair da liderança.

A VII Convenção Nacional está prevista realizar-se em dezembro e antes desta antecipação de eleições para a comissão executiva hoje anunciada ia apenas eleger os membros do conselho nacional, do conselho de jurisdição e do conselho de fiscalização uma vez que os calendários estavam desfasados.

Na última convenção, em dezembro de 2021, a lista única de João Cotrim Figueiredo à comissão executiva da IL foi eleita com 94% dos votos, sendo assim o presidente reeleito para um novo mandato à frente dos destinos liberais.

A 8 de dezembro de 2019, na reunião magna em Pombal em que foi eleito para o primeiro mandato, Cotrim Figueiredo, também em candidatura única, recolheu então 96% dos votos na III Convenção Nacional do partido.

Cotrim Figueiredo foi o primeiro deputado eleito da IL, em 2019, então como deputado único, tendo nas eleições legislativas antecipadas deste ano o partido conseguido passar de um para oito deputados, tornando-se na quarta força política.

Relacionados

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados