GNR inicia patrulhamento costeiro em Itália no âmbito da Frontex

Agência Lusa
20 mar 2023, 20:48
Imigração Itália (Getty images/ Sopa Images)

Militares da GNR integram a operação conjunta "Themis 2023" com as autoridades italianas com o objetivo de controlar a imigração ilegal e a atividade criminal nas fronteiras.

Os 20 militares da GNR da tripulação da lancha Bojador iniciam na quarta-feira em Crotone, Itália, o patrulhamento costeiro de controlo de imigração ilegal e vigilância de fronteiras no âmbito de uma missão da Frontex, indicou esta segunda-feira a corporação.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana refere que os 20 militares da Unidade de Controlo Costeiro e de Fronteiras (UCCF) que compõem a tripulação da lancha de patrulhamento costeiro Bojador chegaram esta segunda-feira ao porto de Crotone, onde integram a operação conjunta “THEMIS 2023” da Agência da Guarda Europeia de Fronteiras e Costeira (Frontex), no âmbito da coordenação operacional nas fronteiras externas da União Europeia para controlar os fluxos de migração e impedir a criminalidade transfronteiriça.

A GNR refere que o objetivo principal desta missão é atuar no âmbito “da vigilância fronteiriça, controlar os fluxos de imigração irregular, combater a criminalidade transfronteiriça e reforçar a cooperação europeia ao nível da Guarda Costeira e da aplicação da lei”.

Segundo aquela força de segurança, a finalidade da missão é "prevenir, detetar e fazer cessar ilícitos relacionados com tráfico de droga, tráfico de seres humanos, tráfico de armas, pesca ilegal, falsificação de documentos, identificação e registo de pessoas, identificação de facilitadores, recolha de informações sobre redes criminosas, busca e salvamento e combate à poluição marítima, contribuindo também para a salvaguarda de vidas humanas no mar".

País

Mais País

Mais Lidas

Patrocinados