Exclusivo: Ministério Público tem 500 escutas a políticos por negócios na câmara de Lisboa

21 out, 22:56
Câmara de Lisboa

MP está a investigar suspeitas de corrupção, tráfico de influências e participação económica de altos dirigentes do PS e do PSD

Há mais de 500 escutas telefónicas com relevância criminal a envolver altos dirigentes do PS e PSD, por suspeitas de corrupção e outros crimes conexos, como tráfico de influências e participação económica em negócio, nomeadamente por esquemas de alegado conluio em pactos de bloco central, em que alguns dos suspeitos envolvidos são membros do atual governo, como Fernando Medina ou Duarte Cordeiro, apurou a CNN Portugal.  

Em causa, os tempos em que dirigiam a Câmara de Lisboa, e eram investigados presidentes de várias juntas de freguesia da capital, como Luís Newton, da Estrela - um processo que ficou conhecido como a operação Tutti Frutti. Do outro lado, do PSD, o alvo em 2017 era o deputado Sérgio Azevedo.

A investigação evoluiu e detectou situações suspeitas em 16 câmaras, 12 juntas e duas assembleias municipais em Lisboa. 

Entretanto, a CNN Portugal sabe que a este inquérito foram apensados outros nove, todos por alegados crimes na câmara de Lisboa, em que figuram suspeitos como o antigo vereador Manuel Salgado, e daí nasceu um mega processo que está a correr em segredo no DIAP de Lisboa. Poderá conhecer desenvolvimentos em breve, conforme a CNN Portugal apurou.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados