Mau tempo: mais de 30 pessoas sem-abrigo recorreram a apoio da câmara lisboeta

Agência Lusa , PF
19 dez 2022, 11:40
Mau tempo em Lisboa (Lusa/ António Pedro Santos)

Os pedidos de auxílio aconteceram no espaço de 48 horas, entre os dias 13 e 15, detalha a Câmara Municipal de Lisboa, em comunicado

Mais de 30 pessoas em situação de sem-abrigo recorreram ao plano de emergência ativado em Lisboa durante o período das fortes chuvas da última semana, informou o município da capital.

Os mais de 30 pedidos de auxílio aconteceram no espaço de 48 horas, entre os dias 13 e 15, detalha a Câmara Municipal de Lisboa, em comunicado, acrescentando que desde o dia 8 foram também encaminhados para diversos centros de acolhimento 47 migrantes timorenses, que têm estado a pernoitar nas ruas da capital.

A falta de trabalho em Timor-Leste está a provocar um êxodo de trabalhadores jovens, com Portugal como um dos principais destinos.

Esta procura originou o aparecimento de supostas agências de angariação de jovens timorenses, a quem são cobradas quantias avultadas com a promessa de trabalho ou vistos que depois não se concretiza.

A população sem-abrigo está a ser encaminhada para o Centro de Acolhimento de Emergência da Proteção Civil e para Pousadas da Juventude, sob orientação do Alto Comissariado para as Migrações (ACM), indica a autarquia, referindo que continuam a existir vagas no Centro de Acolhimento e Emergência Municipal de Santa Bárbara, no Centro de Alojamento de Xabregas e no Centro de Acolhimento do Beato.

No total, existem “45 camas disponíveis para quem solicitar apoio ou seja identificado pelas equipas de rua”, precisa a câmara, explicando que as pessoas encaminhadas para os centros referidos “têm acesso a cama, refeições quentes, higiene e cuidados de saúde”.

Face às previsões de agravamento do estado do tempo para os próximos dias, Lisboa vai manter ativa a resposta de emergência para acolher pessoas em situação de sem-abrigo, em coordenação com o Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo (NPISA).

O plano de contingência para pessoas em situação de sem-abrigo foi anunciado na quarta-feira, dia 14, na sequência de inundações decorrentes das fortes chuvas registadas na capital – primeiro na noite de 7 de dezembro e novamente no dia 13.

País

Mais País

Patrocinados