Amorim: «Rio Ave esteve mais perto do seu nível e nós longe do nosso»

Ricardo Jorge Castro , Estádio do Rio Ave FC, Vila do Conde
25 fev, 23:23

Rio Ave-Sporting, 3-3 (reportagem)

Declarações do treinador do Sporting, Ruben Amorim, na sala de imprensa do Estádio do Rio Ave, após o empate (3-3) ante o Rio Ave, em jogo da 23.ª jornada da I Liga:

«Esperávamos um Rio Ave forte, é organizado. Joga bem. Esteve mais perto do seu nível e nós não atingimos o nosso nível. Nunca tivemos o jogo muito controlado, apesar de na primeira parte, principalmente, o Rio Ave esperar por nós, mas depois ser agressivo na pressão. Nós sofremos o golo rápido, mas depois tomámos conta do jogo. Fomos criando ocasiões. Chegámos ao empate, à vantagem e depois, em cima do intervalo, não podemos sofrer golo. É um momento determinante no jogo, porque depois também ficámos um bocadinho a favor do vento. Mesmo assim, às vezes mais a tentar jogar a bola no Viktor e depois no Coates para ganhar a segunda bola e, quando ganhámos a segunda bola, não definíamos tão bem. Diria que faltou o Sporting jogar melhor. Mesmo assim, conseguimos o empate. Procurámos até ao fim o golo. Foi um jogo difícil, em que devíamos e poderíamos ter jogado melhor.

[Se houve pressão a afetar o Sporting:] «Não. Já vamos há quantas jornadas assim? Fazem-me sempre essa pergunta, têm de fazer também aos outros que já perderam pontos depois de nós ganharmos. Não vejo nada assim, perdemos sempre dois pontos, independentemente de dar mérito ao Rio Ave. Acho que o Rio Ave esteve mais perto do seu nível e nós estivemos longe do nosso nível. Teve as suas ocasiões, nós também tivemos as nossas. Às vezes, com remates muito por cima na cara do golo. Mas pressão nenhuma, temos de ganhar quase todos os jogos. Uma equipa em Portugal tem de ganhar quase todos os jogos para ser campeã. Já estivemos atrás, já tivemos jogos adiados, já voltámos a estar em igualdade. Tivemos um mau dia, apanhámos um Rio Ave melhor do que nós e há jogos assim.»

[Falou em dois planos para o jogo na antevisão e o que falhou:] «O plano era jogar um bocadinho mais direto, acabámos por fazê-lo, mas acho que as condições não foram assim tão más. Sofrer quase na primeira jogada também dificulta. Tem a ver mais com o jogo direto, nada de extraordinário. O que faltou foi sermos melhores para estarmos mais perto do nosso nível. Temos essa responsabilidade, o que faltou foi jogar melhor, não fazer dois penáltis também. Saber que há jogos assim. No próximo jogo temos de estar no máximo.»

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Mais Lidas

Patrocinados