Ucrânia lança ataque surpresa na Crimeia e atinge dois navios de assalto anfíbio (que "estavam carregados de blindados" russos)

10 nov 2023, 18:09
O momento em que um drone aquático da Ucrânia atinge um grande navio russo no Mar Negro

Imagens partilhadas por Kiev nas redes sociais mostram o momento em que dois drones navais atingem as embarcações russas

A Ucrânia continua a pressionar as forças militares russas na península da Crimeia. Os serviços secretos ucranianos anunciaram que dois navios de assalto anfíbio russos foram atingidos com sucesso por dois drones navais, durante a numa operação na noite de quinta-feira, nas águas do Mar Negro.

“Dois navios de assalto anfíbio foram atingidos por drones navais ucranianos perto de Chernomorske, Crimeia”, anunciou Andriy Yusov, porta-voz da Diretoria Principal de Inteligência (GUR), em declarações à CNN.

As autoridades partilharam um vídeo do momento do ataque nas redes sociais, onde é possível ver a incursão na perspetiva do piloto do drone. As imagens começam por mostrar um dos drones a aproximar-se do porto onde as embarcações estavam atracadas, atingindo um dos lados do navio.

As imagens gravadas pelo segundo drone aparentam mostrar o momento em que o primeiro atinge o seu alvo com sucesso. À medida que o veículo não tripulado se aproxima do alvo, é possível ver vários equipamentos pesados a bordo. Nesse momento, a transmissão acaba, dando a entender que atingiu o navio.

Os navios em causa são da Classe Serna e da Classe Ondatra.

O GUR afirma que ambos os navios tinham a sua tripulação a bordo e que existem várias vítimas do ataque. “Os navios estavam tripulados e estavam carregados de veículos blindados”, afirma o porta-voz dos serviços secretos.

A CNN Portugal não conseguiu verificar de forma independente estas alegações.

De acordo com o GUR, estes navios têm sido utilizados pela Rússia para transportar armas antiaéreas terrestres, depois da destruição do cruzador Mosvka, em 2022, que servia de escudo antiaéreo na região.

“Nas condições de real falta de sistemas de defesa aérea a bordo, após uma série de ataques das Forças de Segurança e Defesa da Ucrânia, estes barcos com sistemas de defesa aérea a bordo serviram de cobertura para os navios invasores nos ataques da Frota do Mar Negro”, explicam as autoridades ucranianas.

Em simultâneo, a Ucrânia tem tentado atingir várias baterias de defesa antiaérea na região, de forma a facilitar novas ondas de ataques.

Um dos canais mais populares entre bloggers militares russos, o Rybar, sugeriu que este ataque foi mais complexo do que parece. Ao mesmo tempo que os drones ucranianos se dirigiam contra as embarcações, um falso ataque de drones atingiu o local, com o propósito de desviar as atenções.

“O inimigo atingiu a base da Frota do Mar Negro e do Serviço Federal de Segurança em Chernomorske. Eles tentaram atingir o quartel com pelo menos um míssil antinavio Neptuno, mas o míssil caiu nas proximidades. Simultaneamente, quatro navios não tripulados entraram na Baía de Uzkaya, visando os barcos da Frota do Mar Negro estacionados lá”, escreve o Rybar.

Nos últimos meses, as forças armadas ucranianas têm aumentado significativamente a intensidade dos ataques na Crimeia, particularmente contra a marinha russa. No início do mês, as forças de Kiev atingiram uma corveta russa que se encontrava atracada numa doca em Kerch. Em setembro, várias um navio e um submarino foram atingidos num poderoso ataque contra o porto de Sebastopol.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados