Agências Efe e Reuters noticiam resultados opostos nas negociações entre Hamas e Israel sobre reféns

5 mar, 11:18
Patrulha das forças israelitas perto da fronteira da Faixa de Gaza. (Abir Sultan/Lusa)

Efe cita fontes do Hamas e egípcias que pediram para não serem identificadas. A Reuters sustenta a notícia com declarações de um alto responsável do movimento palestiniano

A agência Reuters está a noticiar que as negociações entre Israel e o Hamas voltaram a ser interrompidas, esta terça-feira, a poucos dias do início do Ramadão, citando um alto representante do movimento palestiniano. “Netanyahy não quis chegar a um acordo e a bola está agora no campo dos EUA”, disse Bassem Naim.

Bassem Naim garante que o Hamas apresentou uma proposta de cessar-fogo aos mediadores, durante dois dias de negociações, e que agora estavam à espera de uma resposta israelita, que optou por ficar de fora da ronda negocial.

Do lado oposto, às primeiras horas da manhã desta terça-feira, em Espanha, a agência Efe noticiava que Hamas e Israel tinham alcançado um acordo de trégua em "pontos básicos", cenário que mantém.

O acordo assentava num cessar-fogo de 40 dias, durante o qual existiria uma troca de 40 reféns israelitas, incluindo mulheres, crianças e homens com mais de 60 anos, pela libertação de 404 prisioneiros palestinianos que se encontram nas prisões israelitas.

A Efe citiava fontes palestinianas e egípcias que “pediram para não serem identificadas”, justificando que as negociações ainda estão em curso no Cairo.

Publicamente, Telavive rejeitou fazer qualquer comentário sobre as negociações que estão a decorrer na capital egípcia.

Relacionados

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados