Bombeiro detido por suspeita de atear sete fogos em Gouveia

Agência Lusa , AM
23 set, 12:04
(LUSA)

Detido, de 21 anos, terá agido “pelo interesse e ‘gosto’ de participação no combate aos incêndios”

Um homem de 21 anos, operador de loja e bombeiro voluntário, foi detido pela alegada prática de sete crimes de incêndio florestal, ocorridos no concelho de Gouveia, no distrito da Guarda, informou esta sexta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ adiantou que o suspeito foi detido através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda e com a colaboração inicial do Núcleo de Proteção Ambiental da GNR do Destacamento Territorial de Gouveia.

A PJ salientou que “identificou e deteve o presumível autor de, pelo menos, sete crimes de incêndio florestal”, ocorridos no período compreendido entre 14 de julho e 11 de setembro, em diversas localidades do concelho de Gouveia.

“Os incêndios foram todos iniciados por meio de chama direta, com recurso à utilização de isqueiros comuns, tendo consumido um total de, aproximadamente, dois hectares de mato e vegetação diversa, tendo, em pelo menos um dos casos, havido grave perigo de propagação a uma extensa mancha florestal, na localidade de São Paio”.

O detido terá agido “pelo interesse e ‘gosto’ de participação no combate aos incêndios”.

O homem foi presente às competentes autoridades judiciárias para efeitos de interrogatório judicial e eventual sujeição a adequadas medidas de coação, tendo-lhe sido aplicada a medida de prisão preventiva.

 

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados