Google atribuiu a Portugal mais de 8 ME de fundos de inovação

Agência Lusa , AM
26 jan, 11:04
Google (AP Photo/Alastair Grant, File)

Informação é avançada pelo 'country manager' da Google Portugal, Bernardo Correia

A Google atribuiu a Portugal "mais de oito milhões de euros" de fundos de inovação DNI e até à data fechou acordos com publicações portuguesas para fazerem parte dos Destaques Jornalísticos da tecnológica, foi divulgado esta sexta-feira.

Esta informação é avançada pelo 'country manager' da Google Portugal, Bernardo Correia, no blogue da tecnológica, num texto com o título: "A nossa contribuição para a indústria de notícias em Portugal".

"Apoiámos múltiplos projetos de inovação através do Digital News Innovation Fund (DNI), financiando projetos como o estúdio de vídeo do Jornal de Notícias ou o estúdio de rádio do Observador", sendo que, "no total, foram atribuídos a Portugal mais de oito milhões de euros de Fundos de Inovação através do DNI", salienta Bernardo Correia.

Em 2021, "lançámos o Google News Showcase em Portugal sob o nome de Destaques Jornalísticos no Google, a nossa experiência de notícias 'online' e programa de licenciamento para editores de notícias", sendo que "os editores participantes podem criar painéis no News Showcase (Destaques Jornalísticos) que aparecem no Google Notícias e no Discover, oferecendo aos leitores mais maneiras de interagir com as notícias e direcionando-os para artigos completos nos 'websites' das suas publicações", adianta.

Até à data, "fechámos acordos com 50 publicações portuguesas, nacionais, regionais e locais para fazerem parte do Google News Showcase (Destaques Jornalísticos no Google)", refere Bernardo Correia.

"Mais recentemente, e agora que a transposição nacional da diretiva de direitos de autor (EUCD) para Portugal foi concluída, contactámos os editores de publicações de imprensa elegíveis em Portugal para celebrar acordos (ao abrigo do programa Extended News Preview - ENP) com a Google para este tipo de conteúdo", prossegue, referindo que todas as propostas feitas aos editores portugueses "foram baseadas em critérios objetivos e consistentes que respeitam as leis e as diretrizes dos direitos de autor existentes, incluindo a frequência de exibição de um website de notícias e a receita gerada por anúncios nas páginas que também exibem excertos de notícias".

Até agora, "assinámos acordos que representam a grande maioria do tráfego de notícias em Portugal (ao abrigo do programa Extended News Preview - ENP)", aponta.

No ano passado, "a Google e a Fundación Luca de Tena assinaram um acordo de colaboração com o Google News Initiative (GNI) para proporcionar formação a 100 jornalistas em Portugal na utilização de ferramentas de verificação, 'big data', visualização de dados, novos formatos e outras ferramentas digitais úteis de forma a poderem desenvolver o seu trabalho informativo".

Com o ISCTE, "o GNI financiou 20 bolsas de estudo a jornalistas para uma pós-graduação 'online' em jornalismo, focada em encontrar respostas à questão: como podemos inovar nas práticas jornalísticas e fazer as coisas de forma diferente? Paralelamente, os alunos têm a oportunidade de trabalhar também no GNI Lab para desenvolver práticas jornalísticas inovadoras".

Este ano "espera-se que mais de dois mil milhões de pessoas votem em mais de 50 eleições por todo o mundo, incluindo na União Europeia e em breve em Portugal".

Nesse sentido, "e apoiada pelo Google News Initiative, a Agence France-Presse (AFP) lançou recentemente um novo programa destinado a jornalistas e a estudantes de jornalismo, com o objetivo de enfrentar os desafios crescentes associados à desinformação em torno dos processos eleitorais à escala global".

Bernardo Correia salienta que "todos os cursos de investigação digital da AFP estão disponíveis em quatro idiomas: inglês, francês, espanhol e também em português" e "os participantes que concluírem integralmente o curso 'online' gratuito vão receber dois certificados".

A Google Portugal contribuiu com "25 milhões de euros para lançar o Fundo Europeu para os Media e Informação, criado pelo European University Institute e pela Fundação Calouste Gulbenkian, sob a supervisão do European Digital Media Observatory, para reforçar a verificação de factos, a literacia mediática e a investigação sobre a desinformação".

Bernardo Correia salientou ainda que "recentemente" estabeleceu "uma parceria com o Global Media Group para conceber um novo e melhor sistema de gestão de conteúdos para 13 meios de comunicação históricos portugueses".

A Google Portugal "orgulha-se dos progressos alcançados até agora e compromete-se a continuar a parceria com a indústria de notícias deste país para garantir que os Portugueses continuem a encontrar notícias relevantes e de qualidade", remata.

Tecnologia

Mais Tecnologia

Patrocinados