Quem vai à cimeira do G20 em Bali e com que expectativas?

Agência Lusa , CE
13 nov, 17:43
G20 na Indonésia (AP Photo)

Reuniões estão agendadas para terça e quarta-feira

Os chefes de Estado ou de governo das maiores economias do mundo reúnem-se na terça e quarta-feira, na ilha indonésia de Bali, para uma cimeira do G20 ensombrada pela guerra na Ucrânia.

O G20 reúne África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Rússia, Turquia, Reino Unido e União Europeia (UE).

A Espanha é habitualmente convidada para as reuniões do G20.

Segue-se uma dos líderes esperados na cimeira, numa lista elaborada pela agência noticiosa francesa AFP:

Joe Biden

O Presidente norte-americano chega à cimeira com o objetivo de reafirmar a liderança dos Estados Unidos e de reunir os ocidentais por detrás dos esforços de Washington para isolar a Rússia em resposta à guerra na Ucrânia.

Biden irá reunir-se com o Presidente chinês, Xi Jinping, na segunda-feira, no que será o primeiro encontro presencial entre ambos desde a sua entrada na Casa Branca.

Os dois líderes têm uma série de questões a discutir, na sequência de um aumento das tensões sobre o comércio, os direitos humanos na província chinesa de Xinjiang e o estatuto de Taiwan.

Xi Jinping

A cimeira do G20 é um regresso ao palco diplomático para Xi Jinping, ao iniciar o seu terceiro mandato como líder da segunda maior economia do mundo.

Além da reunião com o seu homólogo norte-americano, deverá também encontrar-se com o Presidente francês, Emmanuel Macron, menos de duas semanas após ter recebido o chanceler alemão, Olaf Scholz, em Pequim.

Serguei Lavrov

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo liderará a delegação de Moscovo após a decisão de Vladimir Putin de não participar numa cimeira que o teria exposto a uma barragem de críticas por parte dos seus homólogos.

O Kremlin (presidência) explicou a ausência de Putin com problemas de agenda e a necessidade de permanecer na Rússia.

Em julho, Lavrov abandonou uma reunião de chefes da diplomacia do G20, após duros ataques à invasão russa da Ucrânia.

Volodymyr Zelensky

O Presidente ucraniano, cujo país não é membro do G20, participará na cimeira a convite da Indonésia, o país que exerce a presidência rotativa do grupo.

Espera-se que Zelensky reafirme o seu apelo às grandes potências para intensificarem a resposta à invasão russa da Ucrânia.

Líderes da União Europeia

O Presidente francês, Emmanuel Macron, participará na cimeira e deverá encontrar-se com Xi Jinping em Bali.

O chanceler alemão, Olaf Scholz, que lidera a maior economia da UE, estará presente e a Itália será representada pela nova primeira-ministra, Georgia Meloni.

O chefe do Governo espanhol, Pedro Sánchez, também estará na cimeira de Bali.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, irão reforçar a presença europeia na cimeira.

Rishi Sunak

O primeiro-ministro britânico, que iniciou funções em outubro, estará presente no seu primeiro G20.

Em Bali, Sunak terá a oportunidade de se encontrar com vários líderes, incluindo Joe Biden.

Narendra Modi

O primeiro-ministro do outro gigante da Ásia, a Índia, irá encontrar-se com uma série de líderes, incluindo Biden, Macron e Sunak, o primeiro britânico nascido na Índia a chefiar o Governo de Londres.

A Índia assumirá a presidência do G20 depois da Indonésia.

Joko Widodo

O anfitrião da cimeira naquela que é conhecida como a "ilha dos deuses" reunir-se-á em privado com a maioria dos líderes presentes como líder do G20, país que preside este ano.

Jacarta esperava reorientar a cimeira para a cooperação internacional a fim de promover a recuperação económica após o choque da pandemia de covid-19.

Mas a ofensiva russa na Ucrânia, iniciada em fevereiro, deslocou o foco de volta para questões geopolíticas e de segurança.

Resto do mundo

Canadá, Austrália e Japão serão representados pelos respetivos primeiros-ministros, Justin Trudeau, Anthony Albanese e Fumio Kishida.

O Presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol, também estará em Bali apesar das tensões com a Coreia do Norte.

O príncipe herdeiro Mohammed bin Salman irá representar a Arábia Saudita.

O Presidente dos Emiratos Árabes Unidos, Mohammed bin Zayed Al Nahyane, cujo país não é membro do G20, estará também presente como convidado.

Também participarão o líder turco, Recep Tayyip Erdogan, bem como Cyril Ramaphosa, o chefe de Estado do único país africano representado no G20, a África do Sul.

O Brasil será representado pelo seu ministro das Relações Exteriores, Carlos Franca, já que o Presidente em exercício, Jair Bolsonaro, decidiu não fazer a viagem depois de perder as eleições para Lula da Silva.

O México vai enviar o seu chefe de diplomacia, Marcelo Ebrard, enquanto o Presidente argentino, Alberto Fernandez, irá liderar a delegação de Buenos Aires.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, estará presente na qualidade de observador.

Relacionados

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados