Conceição só tem uma palavra na cabeça para o clássico

6 abr 2023, 14:59

Treinador do FC Porto admitiu que gostava que alguns jogadores jogassem de tampões nos ouvidos

Vitória. Essa é a única palavra em que o treinador FC Porto pensa neste momento. Na antevisão do Clássico com o Benfica, que ocorre esta sexta-feira no Estádio da Luz, Sérgio Conceição garantiu que o plantel preparou a partida da mesma forma de sempre, mesmo reconhecendo que "o ambiente é um bocadinho diferente de um jogo normal".

Isso é o que sente Sérgio Conceição, mas os jogadores podem ter outra reação. Talvez por isso o técnico azul e branco confessou que "gostaria que muitos jogadores jogassem de tampões nos ouvidos para se concentrarem nas suas tarefas". E a tarefa é árdua: qualquer coisa que não a vitória não serve ao FC Porto, que ainda vai tentar em Lisboa relançar-se no campeonato, ao mesmo tempo que tem de continuar a olhar para trás, com o Sporting de Braga à perna.

"Se caminharmos e estivermos constantemente a olhar para trás, corremos o risco de bater em alguém ou de tropeçarmos. É importante percebermos a qualidade do Sporting de Braga, que tem sido muito regular, e do Sporting, que tem vindo a fazer uma segunda volta fantástica, excetuando o jogo de ontem. Mas nós, FC Porto, temos de olhar para a frente. Perceber quem está atrás, mas olhar para a frente, senão corremos o risco de tropeçar", afirmou o técnico dos dragões na conferência de imprensa que decorreu ao início da tarde no Olival.

"É um jogo importante, é um clássico onde se defrontam as duas equipas que nos últimos anos ganharam mais títulos", continuou, escondendo um pouco aquilo que pretende para o jogo, mas voltando a deixar elogios aos encarnados: "respondo a questões que são interessantes, mas não estou a falar do Benfica e da excelente época que está a fazer, sobre o que vai provocar o Rafa ou o Neres numa ala, jogando o Aursnes dentro".

Mais feio ou mais bonito, Sérgio Conceição admitiu que o futebol praticado pelo FC Porto esta época é diferente. "No ano passado, praticávamos um futebol fantástico. Tínhamos outros jogadores na equipa, o que nos permitia chegar à baliza do adversário e marcar golos de uma forma."

Dúvidas no onze

Diogo Costa e Pepe devem regressar no clássico com o Benfica, frisou o treinador Sérgio Conceição, duvidando da aptidão de mais três lesionados.

“Vamos até à última. O Diogo Costa e o Pepe parecem-me bem melhor e penso que vão estar aptos a 100% para irem a jogo. Quanto ao Evanilson, não sabemos mesmo, e ainda temos de esperar algumas horas. O João Mário está com alguma dificuldade, enquanto o Zaidu já me parece um pouco melhor”, observou o técnico, em conferência de imprensa.

Os internacionais portugueses Diogo Costa e Pepe evoluíram hoje pela primeira vez para treino integrado condicionado, numa sessão em que os campeões nacionais viram João Mário, o nigeriano Zaidu e o brasileiro Evanilson limitarem-se a trabalho de recuperação.

“Independentemente das condicionantes, há sempre uma forma de trabalhar [com quem está lesionado], nem que seja para um lançamento lateral. Não preciso que eles estejam no máximo a nível físico para treinar situações estratégicas. Obviamente, queria que os lesionados que possam regressar tivessem o ritmo competitivo daqueles que têm jogado. Podemos contar com o Pepe amanhã [sexta-feira], mas está sem competir há quase um mês e isso pode fazer a diferença. Nesse sentido, não estaremos no máximo, mas nunca usei como desculpa a ausência de um ou outro atleta e hoje também não o farei”, frisou.

Ciente do peso do clássico entre dois rivais distanciados por 10 pontos a oito jornadas do fim, Sérgio Conceição reconheceu que “a confiança advém do trabalho diário e não dos últimos resultados” frente ao Benfica, que o FC Porto derrotou em três das últimas cinco visitas à Luz, onde garantiu a conquista do 30.º ceptro de campeão nacional em 2021/22.

Relacionados

FC Porto

Mais FC Porto

Mais Lidas

Patrocinados