Pinto da Costa recorre de suspensão para estar no banco no Jamor

8 mai, 21:27
Pinto da Costa (foto: FC Porto)

Dirigente portista tinha sido castigado por 35 dias e, caso o recurso seja recusado, pode ainda interpor junto do TAD

Pinto da Costa já recorreu da suspensão de 35 dias para o pleno do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O presidente cessante da FC Porto SAD tinha sido punido com mais de um mês de castigo e uma multa de 5.610 euros, mas interpôs um recurso, que tem efeitos suspensivos sobre a decisão inicialmente aplicada.

Pinto da Costa, recorde-se, tinha sido suspenso, na sequência das críticas dirigidas à arbitragem no final da derrota em casa do Estoril Praia (1-0), a 30 de março.

O dirigente portista deu lugar a André Villas-Boas como presidente do clube, mas a transição de poderes na SAD será efetivada em 28 de maio, dois dias depois da final da Taça de Portugal, frente ao Sporting.

Na terça-feira, Pinto da Costa assumiu o desejo de acompanhar o jogo, de forma simbólica, no banco de suplentes, apesar de a sanção imposta pelo CD da FPF incidir nas zonas técnicas dos estádios e coincidir com a data da final no Jamor.

Se o pleno do CD mantiver a suspensão vigente de 35 dias, Pinto da Costa dispõe ainda da possibilidade de interpor junto do Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) uma providência cautelar, que, se for aceite, permitirá a presença do presidente da SAD azul e branca ao lado de Sérgio Conceição.

Relacionados

Patrocinados