Pinto da Costa promete contas do FC Porto positivas no final do ano (e recusa anunciar candidatura)

18 jan, 23:49
Jorge Nuno Pinto da Costa (Fernando Veludo/Lusa)

Presidente do clube lembrou palavras de Isaac Newton, Albert Einstein ou Fernando Pessoa

O presidente do FC Porto garante que o clube vai conseguir apresentar contas positivas, assumindo novamente que os resultados negativos do último trimestre de 2023 foram uma “opção” da SAD.

A partir de Fânzeres, Gondomar, onde reuniu comissão de apoio à recandidatura à presidência do clube, que não foi confirmada, Jorge Nuno Pinto da Costa disse que é no fim deste ano que se vai perceber o que foi feito.

“Foi opção nossa ter um resultado negativo no trimestre que acabou, para estarmos nos oitavos de final da Liga dos Campeões. No final do ano iremos provar que o nosso raciocínio estava certo, porque as contas vão ser altamente positivas e os capitais próprios vão ser positivos”, afirmou.

Depois de largos minutos de ataques externos, Pinto da Costa afirmou que nunca contribuirá para a desunião do FC Porto, que já tem "inimigos externos que cheguem". O presidente recusou depois dizer se é ou não candidato às próximas eleições, lembrando várias promessas que quer ver cumpridas, nomeadamente a academia.

Num discurso em que citou figuras como Isaac Newton, Albert Einstein ou Fernando Pessoa, Pinto da Costa lembrou os mais de 40 anos à frente do clube, vincando os 68 títulos no futebol – sete dos quais internacionais – entre as centenas de troféus conquistados na sua vigência.

“O passado, como dizia Newton, é absoluto, como dizia Einstein, é relativo, o tempo, mas o tempo do FC Porto nem é passado, nem é relativo, é eterno”, reiterou, dizendo que ninguém tem de ser “louvado” ou “merecer agradecimentos” por servir o clube.

Por isso mesmo, disse o presidente portista, é tempo de “olhar para o presente e o futuro”, que Pinto da Costa acredita ser “pujante”. “Desportivamente diria que é brilhante”, reforçou, dizendo que neste mandato os dragões conquistaram oito títulos nacionais, “os mesmos que Sporting, Benfica e Sporting de Braga venceram”.

Já depois de citar Fernando Pessoa, o presidente do FC Porto revelou: “Tenho muitos sonhos para o futuro, o FC Porto tem sido massacrado por algumas pessoas, já explicámos, já dissemos que falar para quem não quer ouvir é muito difícil”.

Isto num recado que afirmou ser para a comunicação social, mas que nunca deixou a entender poder dirigir-se a André Villas-Boas, que esta quarta-feira confirmou que é candidato à presidência do clube.

FC Porto

Mais FC Porto

Patrocinados