Twitter processa Elon Musk

CNN , Clare Duffy
12 jul, 22:32
Elon Musk é pai novamente (John Raoux/ AP)

Rede social quer forçar magnata a completar a tentativa de aquisição da empresa de que entretanto desistiu

O Twitter processou o bilionário Elon Musk, num esforço para forçá-lo a seguir em frente com o seu negócio de compra da empresa de redes sociais.

O processo, instaurado no Tribunal de Chancelaria de Delaware esta terça-feira, acontece depois de Musk ter dito numa carta ao advogado principal do Twitter, no final da sexta-feira, que pretende rescindir o acordo de aquisição da companhia por 44 mil milhões de dólares.

O advogado de Musk alegou, na carta de sexta-feira, que o Twitter está “em violação material de múltiplas disposições” do acordo, alegando que a empresa reteve dados que Musk solicitou a fim de avaliar o número de bots e de contas de spam na plataforma. A equipa jurídica do Twitter respondeu por carta na segunda-feira, chamando a tentativa de rescisão do Musk de "inválida e indevida" e exigindo que ele cumpra o acordo.

O acordo está agora provavelmente a caminho de uma longa batalha judicial para determinar se o Twitter pode forçar Musk a fechar o acordo e a tornar-se seu proprietário, ou pelo menos fazê-lo pagar os mil milhões de dólares estipulados como taxa de rescisão no acordo original.

Depois de dizer inicialmente que queria comprar o Twitter para erradicar os bots, Musk expressou nas últimas semanas preocupações (sem qualquer prova aparente) de que existem mais bots na plataforma do que o Twitter tem reportado publicamente.

Alguns analistas, contudo, sugeriram que Musk quer simplesmente uma desculpa para sair de um acordo que agora parece ter um preço exagerado, na sequência da queda das ações do Twitter e do mercado global de tecnologia. As acões da Tesla, com as quais Musk conta em parte para financiar o negócio, também diminuíram drasticamente o seu valor desde que Musk anunciou o negócio de aquisição do Twitter.

Tecnologia

Mais Tecnologia

Patrocinados