Bruce Springsteen vende direitos de autor à Sony por mais de 440 milhões de euros

16 dez 2021, 22:09
Bruce Springsteen no primeiro dia de Rock in Rio Lisboa
Bruce Springsteen no primeiro dia de Rock in Rio Lisboa

Negócio bate o de Bob Dylan, que vendeu o seu repertório por cerca de 266 milhões de euros

PUB

Bruce Springsteen vendeu os direitos de autor de todas as suas músicas à Sony Music Entertainment por cerca de 500 milhões de dólares (correspondente a cerca de 443 milhões de euros), de acordo com o "New York Times".

O acordo, que constitui a maior transação de sempre por direitos de autor de um músico, permite que a Sony fique com os direitos dos 20 álbuns da estrela de rock, incluindo os clássicos Born in the USA e Born to Run.

PUB

No último ano, marcado pelo cancelamento de vários eventos culturais devido à pandemia de covid-19, as receitas da música de Springsteen foram superiores a 15 milhões de dólares (mais de 13 milhões de euros).

Este não é um acontecimento inédito no mundo da música, uma vez que foram feitos acordos semelhantes por Bob Dylan e David Bowie (postumamente), por exemplo. Em setembro passado, a Warner Music comprou os direitos mundiais do catálogo de músicas de Bowie e em dezembro do ano passado Bob Dylan vendeu o seu repertório ao Universal Music Group por um valor estimado de 300 milhões de dólares (cerca de 266 milhões de euros).

PUB
PUB
PUB

Os acordos garantem segurança financeira imediata aos artistas e respetivo património, enquanto as editoras esperam lucrar com a promoção de novos fluxos de receitas das músicas através da produção de filmes, licenças televisivas, merchandise e versões que possam vir a ser feitas das respetivas músicas.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Música

Mais Música

Patrocinados