Eleições: Televisões e Aliança Democrática entendem-se. Montenegro vai aos debates

Agência Lusa , DCT
9 fev, 15:09
Luís Montenegro (LUSA)

Contudo, "foi sempre entendimento das três televisões que os debates propostos envolviam exclusivamente os líderes dos partidos e coligações com representação parlamentar".

A RTP, SIC e TVI esclareceram esta sexta-feira que foi sempre seu entendimento "que os debates propostos envolviam exclusivamente os líderes dos partidos e coligações com representação parlamentar", na sequência da diferença de opinião com a Aliança Democrática (AD).

Esta posição surge numa altura em que se discute a importância dos debates televisivos entre os partidos com assento parlamentar e a diferença de opiniões com a direção de camapnha da AD sobre o quadro legal em que estes decorrem.

As três televisões concordam "em que a posição legal manifestada pela AD sobre a representação das coligações é perfeitamente legítima e está plasmada na lei" e reiteram que "têm sobre este ponto uma opinião jurídica diferente, que decorre sobretudo da prática" da Comissão Nacional de Eleições (CNE) e da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC).

Reconhecem que "durante o processo negocial o representante da AD manifestou a intenção de indicar Nuno Melo para alguns debates" e reiteram que, "na altura, a posição das televisões sobre este tema pode não ter ficado clara, tendo contribuído para este mal-entendido, que lamentam".

Contudo, "foi sempre entendimento das três televisões que os debates propostos envolviam exclusivamente os líderes dos partidos e coligações com representação parlamentar".

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados