Regulador europeu do medicamento inicia análise de vacina Moderna adaptada à variante Ómicron

Agência Lusa , FMC
17 jun, 21:31
Vacinação contra a covid-19

A revisão contínua é uma ferramenta que a EMA usa para "acelerar a avaliação de dados de um medicamento ou vacina durante uma emergência de saúde pública"

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) anunciou esta sexta-feira que iniciou a análise de uma versão da vacina da covid-19 da empresa Moderna adaptada à variante Ómicron do coronavírus SARS-CoV-2, mais contagiosa.

O processo iniciado da chamada revisão contínua da versão da vacina da Moderna é anunciado dois dias depois de a EMA (sigla em inglês da agência) ter começado semelhante processo para uma versão da vacina do laboratório Pfizer adaptada a subvariantes da variante Ómicron.

A revisão contínua é uma ferramenta que a EMA usa para "acelerar a avaliação de dados de um medicamento ou vacina durante uma emergência de saúde pública".

A versão da vacina da Moderna é bivalente, pois tem como alvo a estirpe original do coronavírus e a variante Ómicron, refere o regulador europeu do medicamento em comunicado.

A análise da EMA concentrar-se-á inicialmente em dados não clínicos e em dados de química, fabrico e controlo. À medida que a Moderna avança no desenvolvimento da vacina bivalente da covid-19, a EMA receberá mais dados, incluindo sobre a resposta imunitária contra a estirpe original do coronavírus e a variante Ómicron.

O processo de revisão contínua prosseguirá até que haja dados suficientes para a apresentação por parte da empresa biotecnológica norte-americana de um pedido de aprovação. Posto isto, o regulador europeu estará em condições de emitir um parecer.

A EMA esclarece que a composição das vacinas da covid-19 adaptadas "dependerá, em última análise, das recomendações das autoridades de saúde pública e da Organização Mundial da Saúde, bem como das considerações de órgãos reguladores como a EMA e outros membros da Coligação Internacional de Autoridades Reguladoras de Medicamentos".

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado em 2019 na China e que se disseminou rapidamente pelo mundo, tendo assumido várias variantes e subvariantes.

As vacinas produzidas por Pfizer e Moderna (contra a estirpe original do SARS-CoV-2) assentam na mesma tecnologia e são de dose dupla. Ambas são administradas em Portugal.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados