Liga Europa: Benfica-Marselha, 2-1 (destaques)

Rafael Vaz , Estádio da Luz, Lisboa
11 abr, 22:17

Florentino e João Neves, uma dupla que enche o campo

A FIGURA: Florentino

É definitivamente um dos titulares de Roger Schmidt nesta altura da época, e fica a pergunta no ar: o que seria do Benfica se Florentino tivesse merecido outro tipo de confiança do técnico alemão numa fase mais precoce da época? Nunca saberemos, mas dá para imaginar algumas coisas. Numa equipa com tanto pendor ofensivo, Florentino é o ponto de equilíbrio defensivo, principalmente nas transições. Sempre bem posicionado, consegue antecipar muitos lances e, mesmo quando isso não acontece, compensa no desarme. Com bola está longe de ser perfeito, mas até nesse capítulo tem evoluído.

O MOMENTO: Aubameyang e uma habilidade encarnada de ressuscitar jogos (minuto 67)

O jogo estava mais para o 3-0 do que para o 2-1, mas aos 67 minutos, numa má abordagem de António Silva, Aubameyang fugiu para a baliza de Trubin e reduziu para 2-1. Marselha novamente bem dentro da eliminatória.

OUTROS DESTAQUES

João Neves

Não é exagero dizer que João Neves e Florentino são, nesta altura, a alma deste Benfica. Como tem sido hábito esta temporada, João Neves voltou a encher o campo. Forte nos duelos, complementeu-se bem com Florentino nesse capítulo. Com bola, no entanto, é quando o jovem de 19 anos se distingue do colega de meio-campo, seja no passe ou na condução.

Tengstedt

Parece ter ganho definitivamente (e outra vez) a titularidade nesta equipa do Benfica, e apesar de tudo, percebe-se que é o avançado que mais se aproxima daquilo que Schmidt quer. Tengstedt vai correspondendo com muito trabalho e alguns pormenores de qualidade – a assistência para o golo de Rafa é dele –, mas na maior parte das vezes, demonstra ainda alguma incapacidade para estas andanças, principalmente na hora da finalização.

David Neres

Voltou a ser o sacrificado na segunda parte, apesar de Di María até parecer mais desgastado, mas Neres voltou a somar pontos esta noite. Desta feita mais à esquerda, tentou sempre desequilibrar através do drible e da associação com os colegas, e até esteve perto do golo, ainda na primeira parte. O lance em que assistiu Di María para o 2-0 demonstra bem que tem uma qualidade acima da média.

Aubameyang

O melhor do Marselha esta noite, e não é surpreendente. Na primeira parte até teve algumas dificuldades para desequilibrar, mas na etapa complementar foi ele que pegou no jogo do Marselha e fez a equipa francesa reentrar na partida. Alguns desequilíbrios aqui e ali, um golo marcado e outra ocasião em que esteve perto do 2-2.

Jordan Veretout

Tal como Aubameyang, nota-se que tem uma qualidade acima da média neste Marselha. Sempre com um grande andamento no meio-campo, esteve muito combativo sem bola e com bola foi dos que mais acrescentou.

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados