PSP e Airbnb emitem aviso

Agência Lusa , BCE
21 jun 2023, 13:53
Quarto

Cuidado. C-U-I-D-A-D-O

A Polícia de Segurança Pública (PSP) e a empresa Airbnb alertaram esta quarta-feira para as fraudes na reserva de férias e partilharam orientações sobre como detetar casos que podem surgir nesta plataforma de reserva de alojamento.

“Por ocasião da época estival, a PSP estabeleceu uma parceria com a Airbnb para aumentar a sensibilização para as fraudes e manter as pessoas seguras online quando reservam as férias. Enquanto os turistas procuram um bom negócio, os burlões podem levar as pessoas a pagar por transferência bancária através de anúncios, ‘sites’ e chamadas telefónicas falsas, mas convincentes”, refere a polícia, em comunicado.

A PSP e a Airbnb partilharam orientações sobre como detetar burlões para ajudar a garantir a segurança dos portugueses quando estiverem a reservar as suas férias e a polícia apela a todos os cidadãos que reservem férias para que “nunca cliquem em links inesperados”, devendo saber como detetar mensagens de correio eletrónico, sites, textos e publicações em redes sociais falsos, para que "desconfiem de ofertas invulgarmente baratas ou de depósitos elevados” e para pagar com cartão de crédito e evitar fazer transferências bancárias.

“Ao utilizar especificamente a Airbnb, deve permanecer na plataforma para reservar, pagar e comunicar, devendo as estadas ser sempre reservadas e pagas apenas na plataforma para tirar partido dos processos seguros, dos reembolsos e das políticas de apoio da Airbnb. Se alguém lhe pedir para sair da plataforma, deve comunicar de imediato à Airbnb”, refere o comunicado da PSP.

A PSP alerta ainda que os burlões podem tentar roubar identidade enviando um contrato de arrendamento e pedindo uma cópia do documento de identificação, mesmo que só tenham sido pedidas algumas informações iniciais, que podem tentar obter uma resposta rápida, solicitar transferência bancária para garantir a reserva, prometendo reembolsar o dinheiro se não der certo e mencionando que trabalham para uma empresa oficial.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados