National Geographic revela os melhores destinos para 2023. Há um que fica em Portugal

CNN , Por Marnie Hunter
30 out, 10:00

Nunca é demasiado cedo para começar a planear as grandes viagens do próximo ano.

A National Geographic também está a começar cedo e já lançou a sua lista dos Melhores do Mundo em finais de outubro, com 25 destinos obrigatórios para 2023.

O respeito - pelos povos e suas culturas, pela terra e sua conservação - é um tema abrangente da lista, que está dividida em cinco categorias oficiais.

A esperança é de que 2023 não seja apenas um ano de grande regresso às viagens, mas também de redescoberta das maravilhas do mundo, disse Amy Alipio, editora sénior da National Geographic Travel.

"Quando se é surpreendido por algo, tratamo-lo com respeito. E esse espírito é algo que queremos encorajar com esta lista", disse Alipio.

A lista centra-se em destinos que contam com esforços de conservação liderados pela comunidade, viagens de regeneração do património com formas de os viajantes retribuírem, bem como em lugares que estão a fazer um trabalho importante em ecoturismo, sustentabilidade e viagens inclusivas.

Jovem dançarino nang keo atua em Luang Prabang, a antiga capital imperial do Laos, agora acessível por comboio de alta velocidade. (Kike Calvo/Nat Geo Image Collection)

Olhando para a comunidade

A National Geographic introduziu uma nova categoria na lista deste ano, substituindo a "sustentabilidade" por uma categoria mais ampla de "comunidade".

"Trata-se de alargar o foco sobre as pessoas que lutam por destinos sustentáveis e as várias formas como se manifestam, desde tornar as viagens mais acessíveis, ao apoio às empresas locais", disse Alipio.

A sustentabilidade tem sido um fator um pouco mais incutido em cada categoria. As outras quatro categorias são natureza, cultura, aventura e família.

Os cinco destinos listados sob a categoria "comunidade" representam uma diversidade de pontos fortes.

O Gana está listado como um destino importante para os viajantes de herança negra na África Ocidental.

Alberta, no Canadá, também entra na lista.

"Têm sido líderes no turismo indígena, levando os viajantes a conhecer as histórias e os modos de vida das primeiras nações aqui na América do Norte", e as suas culturas vibrantes e contemporâneas, disse Alipio.

No Laos, um novo comboio de alta velocidade está a tornar o país mais acessível aos visitantes e a trazer oportunidades económicas aos habitantes locais.

A cidade dos Grandes Lagos de Milwaukee, Wisconsin, está representada pela sua "favorabilidade à sua comunidade criativa", disse Alipio, citando o caso de Bronzeville, que está a abrir um centro cultural centrado na arte afro-americana.

E nas ilhas Dodecanesas da Grécia, Karpathos é um destaque para o turismo sustentável com liderança feminina.

Grandes aberturas, pequenas multidões

A lista não é isenta de novas atrações. O tão esperado Grande Museu Egípcio nos arredores do Cairo figura na lista de 2023, na categoria "cultura". E Charleston, na Carolina do Sul, acolherá em breve o Museu Internacional Afro-Americano, que deverá abrir em janeiro.

A natureza selvagem dos EUA figura na lista em duas categorias, com ênfase no afastamento das multidões.

O Utah, onde cinco parques nacionais são um enorme atrativo, aparece na categoria "aventura", pelos seus esforços em dirigir os turistas para algumas das suas áreas menos conhecidas de modo a combater o turismo excessivo.

“Visit Utah” tem uma página dedicada a viagens responsáveis, onde pede aos visitantes que considerem o seu impacto com perguntas como "Estou a fazer o que posso para evitar locais com muita gente?”. Parques estatais, como os de Dead Horse Point e Goblin Valley, estão localizados perto de um ou mais dos cinco espetaculares parques nacionais do Utah.

O Parque Nacional de Big Bend no Texas aparece na categoria "natureza". Embora Big Bend tenha recebido um recorde de 581 000 visitas recreativas em 2021, foi ainda muito menos visitado do que alguns dos parques nacionais mais populares dos Estados Unidos. Yellowstone recebeu 4,9 milhões de visitantes e o Parque Nacional de Great Smoky Mountains recebeu 14,1 milhões de visitas recreativas em 2021.

A Eslovénia, "um líder de longa data no turismo sustentável", está a conjugar passeios de bicicleta com visitas a vinhas, queijarias e outros produtores de alimentos de forma a ganhar uma vaga na categoria "natureza" com um bónus culinário.

As Terras Altas escocesas, o deslumbrante arquipélago vulcânico dos Açores e o Botsuana também entram na lista "natureza" pelos seus esforços em prol da conservação e sustentabilidade.

Cachalotes jovens nas águas que circundam os Açores. O arquipélago português está na lista do National Geographic's Best in the World na categoria "natureza". (Andy Mann/Nat Geo Image Collection)

Família, aventura e cultura

A Colômbia tem estado na ribalta com o filme da Disney "Encanto", tornando-a uma escolha oportuna para a categoria "família". Na Califórnia, o Crosstown Trail, em São Francisco, é outro local perfeito para a aventura familiar.

Falando de "aventura", a categoria inclui também Choquequirao, no Peru, um sítio arqueológico Inca à semelhança de Machu Picchu, que se está a tornar mais acessível e a estimular o desenvolvimento económico.

E a Nova Zelândia, há muito uma capital da aventura, entra na lista embalada pela excitação com o ressurgimento das viagens.

Os Alpes austríacos também oferecem grandes oportunidades de aventura com a rede Bergsteigerdörfer de 29 aldeias montanhistas.

A Ásia, que tem sido mais lenta a reabrir a partir da pandemia, figura de forma proeminente na categoria "cultura". Busan, na Coreia do Sul, entra para a categoria pelas suas cervejas artesanais e por receber o principal festival de cinema da Ásia.

Enquanto a China permanece fechada ao turismo internacional, as suas Grutas de Longmen na província de Henan também fazem parte da lista de "cultura", com as novas tecnologias a chamarem a atenção para uma das maiores coleções de estátuas de pedra do mundo.

Para mais informações sobre a lista Best of the World da National Geographic.

Os elefantes pastam entre os exuberantes cursos de água do Delta do Okavango no Botsuana, categoria "natureza". (Beverly Joubert/Nat Geo Image Collection)

Lista dos Melhores do Mundo de 2023 da National Geographic:

 

CULTURA

  • Via Ápia, Itália
  • Busan, Coreia do Sul
  • Grutas de Longmen, Província de Henan, China
  • Egito
  • Charleston, Carolina do Sul

NATUREZA

  • Terras Altas Escocesas
  • Botsuana
  • Eslovénia
  • Parque Nacional Big Bend, Texas
  • Açores

AVENTURA

  • Nova Zelândia
  • Choquequirao, Peru
  • Utah
  • Alpes austríacos
  • Parque Nacional Revillagigedo, México

COMUNIDADE

  • Ilhas do Dodecaneso, Grécia
  • Milwaukee, Wisconsin
  • Alberta, Canadá
  • Laos
  • Gana

FAMÍLIA

  • Trindade e Tobago
  • Crosstown Trail de São Francisco, Califórnia
  • Colômbia
  • Manchester, Reino Unido
  • Suíça

Viagens

Mais Viagens

Na SELFIE

Mais Lidas

Patrocinados