Termómetros voltam a disparar. Saiba com o que pode contar nos próximos dias

27 jul, 12:51
Praia (Lusa/Nuno Veiga)

Fim de semana com temperaturas máximas de 38 graus no litoral e a chegar aos 40 graus no interior. "Um bom fim de semana para quem quer ir à praia, péssimo do ponto de vista dos incêndios", diz meteorologista

Nos próximos dias, as temperaturas vão voltar a disparar em Portugal, de acordo com a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) Maria João Frade. Para o fim de semana, as previsões dão conta de temperaturas máximas a atingir os 38 graus na zona do litoral e os 40 graus em algumas regiões do interior.

À CNN Portugal, a meteorologista diz que, a partir de sexta-feira, dia 29, os termómetros vão começar a subir nas regiões do litoral norte e centro, mas vai ser a partir de sábado, dia 30, que ocorrerá uma subida significativa das temperaturas mínimas e máximas, "em particular da temperatura máxima no litoral norte e centro".

Ora, de acordo com a mesma fonte, no sábado vão registar-se subidas entre os cinco e os oito graus na temperatura máxima no litoral norte e centro e uma subida de dois a cinco graus na região do interior. 

"Vai ser um bom fim de semana para quem quer ir à praia, mas péssimo do ponto de vista dos incêndios", diz Maria João Frade, anunciando que o IPMA irá brevemente lançar avisos amarelos devido ao tempo quente que se fará sentir a partir de sábado. 

"As máximas no litoral norte e centro vão variar entre os 33 e os 38 graus no fim de semana e, em alguns locais, como o Vale do Tejo, o interior do Alentejo e alguns pontos de Braga e do Porto podem chegar aos 40 graus", diz a meteorologista.

No entanto, o tempo deverá manter-se assim apenas durante o fim de semana no litoral norte e centro, com uma descida das temperaturas prevista já na segunda-feira. No interior, o tempo deverá prolongar-se até ao final da próxima semana, relata Maria João Frade.

Recorde-se que, de momento, o único distrito com aviso amarelo devido às temperaturas elevadas é Faro, distrito assolado por um incêndio de enormes dimensões que chegou mesmo a ameaçar povoações esta segunda-feira, na zona de Silves. A região do Algarve será a menos afetada pela próxima subida das temperaturas, adianta a meteorologista.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Patrocinados