V. Guimarães: Álvaro Pacheco acusado de usar sócios para «limpar imagem»

16 mai, 16:04
Sporting-Vitória de Guimarães (Lusa)

Órgãos sociais do clube consideram que o técnico teve uma «conduta desadequada e uma ambição descontrolada» após ter anunciado uma queixa-crime contra António Miguel Cardoso

Três dos órgãos sociais do V. Guimarães acusaram, esta quinta-feira, Álvaro Pacheco de utilizar os adeptos do clube para tentar «limpar a imagem».

Em comunicado, Belmiro Pinto dos Santos (presidente da mesa da assembleia geral), Ricardo Lobo (presidente do conselho fiscal) e João Henrique Faria (presidente do conselho de jurisdição) deixam críticas à conduta do ex-técnico dos vimaranenses, que recentemente assinou pelo Vasco da Gama.

«O senhor Álvaro quer, mas sem sucesso, utilizar o V. Guimarães e os seus associados e adeptos, com o claro intuito de limpar uma imagem beliscada pela sua própria conduta desadequada e ambição descontrolada. Nunca antes exerceu qualquer cargo ou assumiu qualquer posição em privado ou público que o possa distinguir como um vitoriano», pode ler-se no comunicado.

Recordar que Álvaro Pacheco vai apresentar uma queixa-crime contra António Manuel Cardoso, presidente do V. Guimarães, como avançou o Maisfutebol, esta terça-feira.

O presidente vitoriano considerou mesmo «surreal» o treinador «faltar a um evento do clube para se encontrar com dirigentes de outro clube num restaurante» e convidou ainda Álvaro Pacheco a pedir desculpa pela conduta que demonstrou.

Relacionados

Patrocinados