VÍDEO: do café à raquete perdida, o pesadelo de Corentin Moutet em Madrid

25 abr, 13:37
Corentin Moutet (RODRIGO ARANGUA/AFP via Getty Images)

Tenista francês foi surpreendido pelo jovem chinês Shang, numa noite repleta de insólitos

O Masters 1000 de Madrid ficará marcado pelos insólitos ao longo do encontro entre o francês Corentin Moutet e o jovem chinês Juncheng Shang, de 19 anos. Isto porque o número 88 do ranking ATP, além de uma noite infeliz, protagonizou braços de ferro com a árbitra e... com ele próprio.

Ainda que tenha vencido o primeiro «set», por 7-6, Corentin mostrou-se agastado pela falta de café junto ao campo. Como tal, dirigiu-se à bancada, onde encontrou quem lhe fizesse a vontade à revelia da juíza. O tenista foi advertido e escutou-se um pedido para retirar das bancadas quem ofereceu o café.

 

«Eu tentei, eu disse-lhe. Não interessa onde se joga. Os árbitros não providenciam café. Precisamos de continuar a jogar», argumentou a juíza.

 

Foi o princípio do fim para Corentin. Diante do número 111 no ranking, o francês viu Shang triunfar no segundo «set», por 2-6, e arrecadar a qualificação para a próxima fase.

 

No «tie-break» decisivo, o francês perdeu inclusive a raquete.

 

 

Na próxima ronda, na manhã desta sexta-feira, Juncheng Shang terá pela frente o espanhol Alejandro Davidovich Fokina, 28.º do ranking ATP.

Relacionados

Patrocinados