"Não és mais meu filho. Não haverá traidores na minha família". O relato de um russo deserdado pela mãe por não apoiar a guerra na Ucrânia

20 abr, 08:00
Jean-Michel Shcherbak

Ator russo partilhou a dura mensagem que recebeu e conta como o facto de defender a Ucrânia lhe custou o relacionamento com a mãe

A guerra de Vladimir Putin contra a Ucrânia continua a separar famílias e amigos também na Rússia. É o caso de Jean-Michel Scherbak, um ator e modelo russo que começou a publicar sobre o conflito imediatamente depois de a Rússia ter invadido o país vizinho no final de fevereiro, partilhando vídeos e atualizações de notícias com as dezenas de milhares de seguidores no Instagram.

Uma iniciativa do russo que não foi bem aceite pela própria mãe, também de nacionalidade russa - e uma fervorosa defensora de Putin. Segundo relata o ator à CNN Internacional, a mãe bloqueou-o depois de ter escrito nas redes sociais que tinha vergonha do seu país por começar uma guerra.

"Ela enviou-me uma mensagem no Facebook a dizer que eu era um traidor e que tinha feito a minha escolha", afirma Jean-Michel Scherbak.

Jean-Michel revela que tem vários amigos na Ucrânia e já visitou o país inúmeras vezes. Estas foram duas das razões que o motivaram a escrever sobre a guerra e a partilhar as histórias de ucranianos no terreno, contrastando-as com as "mentiras do estado russo". "As pessoas que vivem longe das grandes cidades ligam a TV e só veem notícias de propaganda. E acreditam mais nos media oficiais do que nos independentes", afirma ao The Insider.

O ator decidiu, entretanto, abandonar Moscovo. Mas, antes de sair de casa, embarcou numa última tentativa de reconciliação com a mãe. Para isso, enviou algum dinheiro e uma carta, onde lhe disse que não guarda rancor. A resposta chegou rapidamente.

"Não me envies nada, vou devolver. Não comunico com russofóbicos e traidores da pátria", escreveu a mulher, que acrescentou: "Sinceramente desejo que abdiques do teu passaporte russo e abandones este país seja como for".

 

"Não és mais meu filho. Não haverá traidores na minha família", pode ler-se na mensagem partilhada pelo filho no Instagram.

Apesar da mulher ter cortado relações, Scherbak dirigiu-se diretamente à mãe na mesma publicação, dizendo-lhe que nunca trataria os seus filhos da forma como ela o tratou, mas que ainda poderia entrar em contacto com ele se quisesse conversar novamente.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados