Refinaria da Galp em Sines vai parar em outubro e novembro

ECO - Parceiro CNN Portugal , Jéssica Sousa
18 set 2023, 19:05
Refinaria de Sines (foto: Pedro Farto/Unsplash)

Paragem já tinha sido anunciada pela petrolífera, mas não se sabia quando. Refinaria vai ficar encerrada durante dois meses para operação de "manutenção programada" e vai custar 87 milhões de euros

A refinaria da Galp em Sines vai encerrar durante dois meses para uma operação de “manutenção programada”, informou um porta-voz da empresa, esta segunda-feira, à Reuters. A paragem programada deverá durar dois meses, entre outubro e novembro, e “será feita de forma faseada”.

A paragem já tinha sido comunicada previamente pelo CEO da petrolífera, Filipe Silva, durante a apresentação dos resultados do primeiro semestre de 2023, ainda que não tivesse sido detalhado o período de manutenção. E, em abril, a Galp já tinha adiantado ao Expresso que a paragem prevista para o quarto trimestre de 2023 (outubro e novembro) teria um custo de 87 milhões de euros.

Mas esta não é a primeira vez que a refinaria de Sines encerra para manutenção. Em janeiro, a Galp avançou com um encerramento de 48 dias em algumas unidades da refinaria, operação que teve um custo de 41 milhões de euros, estando agora a preparar a manutenção das restantes, tal como previsto. Segundo o Expresso, em 2025 a refinaria voltará a encerrar pelos mesmos motivos, estando previsto um custo de 60 milhões de euros.

A central de Sines é a única em Portugal, depois do fecho da refinaria, em Matosinhos, acumulando uma capacidade de produção de 226 mil barris por dia.

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados