Há um bar português entre os 100 melhores do mundo

8 dez 2021, 16:15

Lista “The World’s 50 Best Bars” volta a integrar um representante nacional, o Red Frog. No centro de Lisboa, os “cocktails” de autor servem-se com o espírito de antigamente

PUB

O número 66B da Praça da Alegria, em Lisboa, guarda uma porta secreta. Por trás dela, um dos melhores bares do mundo, na avaliação da prestigiada lista “The World’s 50 Best Bars”.

Não está na primeira metade da lista, mas aparece bem colocado na segunda. Chama-se Red Frog e ocupa agora a posição 67 deste ranking mundial. Na prática, trata-se de um regresso, porque em 2017 tinha já sido distinguido, com o 92.º lugar.

PUB

Tomar um copo neste estabelecimento lisboeta implica todo um ritual. É aconselhado, por exemplo, que o telemóvel esteja desligado ou no silêncio, para não perturbar a experiência, concentrada nos cocktails de autor, cujo menu muda a cada estação.

“Ter uma carta que muda a cada estação é um reflexo do nosso compromisso com a sustentabilidade”, conta o proprietário Emanuel Minez à CNN Portugal, por telefone, no regresso de Londres, onde foi receber a distinção.

O telemóvel até pode ser usado para tirar fotos, mas sem flash. Até porque o que se procura aqui replicar são os bares clandestinos que surgiram nos Estados Unidos na década de 1920, durante a Lei Seca – os chamados “speakeasy”. Também por isso, as reservas são limitadas a quatro pessoas e recomendadas antes das 23:00.

PUB
PUB
PUB
Paulo Gomes e Emanuel Minez são os donos do Red Frog

Mudança de casa

O Red Frog foi fundado em 2015 por Paulo Gomes e Emanuel Minez. No início deste ano, por não ter visto ser renovado o contrato de arrendamento, viu-se forçado a mudar da Rua do Salitre para a Praça da Alegria. “Temos agora um espaço mais pequeno, mas o objetivo é dar um serviço de qualidade, mais exclusivo”, explica Emanuel Minez.

Depois de dois anos duros devido às restrições da pandemia, os proprietários olham com ânimo para a distinção da “The World’s 50 Best Bars”.

“Na primeira vez que entrámos na lista, teve uma influência muito forte no negócio. Queremos continuar o bom trabalho”, diz o gestor.

Os clientes, esses, vêm já dos quatro cantos do mundo.

Uma análise à carta mostra que o preço dos cocktails começa nos 14 euros. A experiência pode ser complementada com petiscos.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Gastronomia

Mais Gastronomia

Patrocinados