PSP de Leiria detém homem acusado de violência doméstica que tinha cortado pulseira eletrónica e estava em fuga

Agência Lusa , DCT
18 nov, 15:47
Crime

O detido foi localizado esta quinta-feira por brigadas policiais à civil, nas imediações da sua habitação, momento em que foi imediatamente intercetado e detido

A PSP de Leiria deteve um suspeito de violência doméstica, que se encontrava em fuga à prisão domiciliária, depois de ter cortado a pulseira eletrónica, foi esta sexta-feira anunciado.

O Comando Distrital de Leiria da PSP, através da Esquadra de Investigação Criminal de Leiria, procedeu esta quinta-feira, à noite, à detenção de um homem com 50 anos suspeito do crime de violência doméstica, que se encontrava em fuga à justiça, refere uma nota de imprensa.

Segundo a Polícia, o detido violou a medida de coação de obrigação de permanência na habitação (vulgo prisão domiciliária) que lhe havia já sido decretada em momento anterior (pelo mesmo crime), tendo cortado a pulseira eletrónica e ficando em fuga por parte incerta.

O suspeito, que tem antecedentes pela prática de vários tipos de crimes, está agora indiciado por agressões reiteradas à sua companheira de 45 anos e mãe de seus filhos, informa o comando.

A PSP afirma que o homem terá agredido a companheira com “murros, pontapés, estalos, empurrões, privações reiteradas da liberdade trancando a vítima em divisões da casa, injúrias, coação física para práticas sexuais”, tendo inclusivamente, esta quinta-feira, utilizando “uma navalha para lhe desferir vários golpes na zona da boca e queixo”.

O homem, apesar de estar em fuga, continuava a “exercer uma profunda violência psicológica perante os filhos, maiores e menores de idade, obrigando-os a guardar segredo sobre a sua localização e rotinas clandestinas que vinha mantendo e a ameaçar a vítima de morte, caso reportasse o seu paradeiro às autoridades”.

O detido foi localizado, esta quinta-feira, por brigadas policiais à civil, nas imediações da sua habitação, momento em que foi imediatamente intercetado e detido, recolhendo às salas de detenção da PSP de Leiria a fim de ser presente novamente a juiz de instrução criminal para aplicação de medidas de coação.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados