Marcelo cancelou declaração por "falta de tempo", mas acabou por ir ao encontro dos jornalistas para deixar um recado ao Governo

CNN Portugal , notícia atualizada às 14:55
19 mai 2023, 13:10

Cerimónia militar em que o Presidente da República esteve durante a manhã terá demorado mais tempo do que previsto e impediu que Marcelo fizesse declaração à imprensa no jardim do Palácio de Belém. Mas o Presidente acabou por se encontrar com os jornalistas no exterior do Palácio e não evitou as perguntas

Marcelo Rebelo de Sousa cancelou a declaração aos jornalistas prevista para as 14:00 desta sexta-feira, conforme anunciou esta manhã. Fonte da Presidência justificou o cancelamento com "falta de tempo", mas o Presidente acabou mesmo por falar alguns minutos com a imprensa que aguardava junto do Palácio de Belém, antes da reunião do Conselho Superior de Defesa Nacional, dizendo que "mantém o que disse há 15 dias".

Pelas 11:00 desta sexta-feira, a Presidência enviou uma mensagem às redações a informar que Marcelo “teria disponibilidade” para receber os jornalistas, às 14:00, no Jardim dos Buxos, no Palácio de Belém. Contudo, cerca de duas horas depois, a declaração foi cancelada.

A agenda do Presidente da República desta sexta-feira passava por presenciar uma cerimónia militar, em Sintra, durante a manhã, fazer a declaração aos jornalistas às 14:00, em Belém, e, às 14:30, teria de estar presente na reunião do Conselho Superior de Defesa Nacional, seguindo-se a reunião semanal com o primeiro-ministro António Costa. Mas, a reunião matinal demorou mais do que o esperado e, de acordo com fonte da Presidência, houve "falta de tempo".

Ainda assim, antes de entrar para a reunião do Conselho de Defesa Nacional, Marcelo veio ao exterior do Palácio de Belém e não evitou a imprensa no local.

"A minha ideia é a que disse há 15 dias, acompanho o que se passa como todos os portugueses", disse, questionado sobre as declarações que queria fazer e se eram a propósito da audição de João Galamba na comissão de inquérito à TAP.

"Neste momento, entendo que não me devo pronunciar. Mantenho-me na mesma, até entender que a situação justifica que eu me pronuncie novamente", acrescentou o Presidente, sublinhando: "Mantém-se o que disse há 15 dias", uma referência à comunicação ao país em que garantiu que ia estar vigilante e atento às ações do Governo.

A convocatória do Presidente da República aos jornalistas surgiu, precisamente, depois de João Galamba ter sido ouvido na comissão parlamentar de inquérito à TAP.

Antes da audição ao ministro das Infraestruturas, Marcelo já tinha deixado um recado, lembrando que "é uma ilusão achar que se pode ser importante sem pagar um preço". A frase foi verbalizada no Palácio de Belém, enquanto dignificava a conquista da seleção portuguesa de andebol em cadeira de rodas que agora é campeã europeia e mundial.

Relacionados

Política

Mais Política

Mais Lidas

Patrocinados