“Sobe sobe, balão sobe”: agora é o gasóleo ao preço mais alto de sempre. Veja os preços oficiais

14 jun, 09:27
Preço dos combustíveis: regulador garante que aumentos são proporcionais

Confirma-se: o gasóleo subiu mesmo acima de 13 cêntimos esta segunda-feira e gasolina desceu apenas ligeiramente. Faça as contas que fizer, nunca pagou tanto por um litro de diesel

Foi um fim de semana de calor intenso, de praias cheias no litoral, de marchas populares em Lisboa… e de longas filas nos aeroportos, serviços de urgências hospitalares à míngua e aumentos dos combustíveis. Se muitos lisboetas aproveitaram o feriado municipal desta segunda feira para tirar umas miniférias de quatro dias e encheram o depósito à ida, pagaram mais 13 cêntimos por litro de gasóleo na volta.

O "sobe sobe, balão sobe" - famosa música com que Manuela Bravo venceu um festival da canção - parece aplicar-se, mas como realidade e não como desejo. As estimativas de sexta-feira cumpriram-se, como mostram os dados oficiais da Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), publicados esta terça-feira, sobre a véspera.

Imitando o que sucedera à gasolina uma semana antes, o gasóleo atinge agora o seu valor mais alto de sempre.

Gasóleo upa, upa

De uma segunda-feira para a outra, o gasóleo simples subiu 13,1 cêntimos por litro, para um preço médio em Portugal continental de 2,024 euros. Já o gasóleo especial subiu 13,3 cêntimos por litro, para 2,063 euros esta segunda-feira.

A gasolina simples 95 reduziu 0,1 cêntimos por litro, para 2,17 euros. A gasolina especial 95 desceu 1,5 cêntimos, para 2,193 euros por litro.

Nos combustíveis mais caros, a gasolina 98 subiu 1,3 cêntimos por litro, para um preço médio de 2,319 euros em média esta segunda feira em Portugal continental. A gasolina especial 98 desceu 0,6 cêntimos, para 2,339 euros por litro.

Com estes valores, o gasóleo atinge o seu preço de venda ao público mais alto de sempre. O recorde anterior era de 2,01 euros por litro, que se praticou entre 30 de março e 1 de abril. Na altura, o governo ainda não tinha posto em prática o forte plano de descida do imposto sobre os produtos petrolíferos, pelo que o atual preço é não só 1,4 cêntimos mais elevado do que então como seria ainda mais alto caso o governo não tivesse descido os impostos.

Mesmo com menos impostos, o gasóleo simples já subiu 36% em 2022, ou mais 53 cêntimos pro litro.

Já a gasolina simples 95 alcançou na semana passada também o preço de venda ao público mais alto de sempre, quanto topou os 2,188 euros por litro na quarta-feira.

Guerra encarece tudo

Desde o início da invasão da Ucrânia pela Rússia, os preços dos combustíveis encareceram cerca de 20%, sendo que, depois do forte aumento desta segunda feira, o gasóleo voltou a ser o combustível que mais subiu em percentagem.

A distância de preços entre a gasolina e o gasóleo voltou assim a encurtar: um litro de gasóleo simples custa agora, em média, menos 14,6 cêntimos, quando há uma semana a diferença era de 27,8 cêntimos.

O custo internacional do petróleo, medido pelo índice Brent, estava esta terça-feira de manhã nos 123 dólares por barril, o que significa um aumento de quase 30% desde o início da invasão da Ucrânia. No mesmo período, no entanto, o dólar valorizou cerca de 7% face ao euro, pelo que o aumento do petróleo, medido em euros, é de quase 40%.

 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados