Tiroteio em universidade em Praga faz 14 mortos e 25 feridos

CNN Portugal , PF; informação atualizada às 19:40 com a correção das autoridades checas
21 dez 2023, 14:43

Incidente ocorreu na praça Jan Palach, no centro da capital da Chéquia. Atirador já foi abatido

Um tiroteio numa universidade em Praga, capital da Chéquia, fez esta quinta-feira 14 mortos e 25 feridos, de acordo com o chefe da polícia local, Martin Vondrasek.

De acordo com a mesma fonte, o atirador, um jovem de 24 anos entretanto abatido, era estudante na Faculdade de Letras da Universidade Carolina de Praga, uma das mais antigas da Europa e local do tiroteio. Vondrasek adiantou também que o pai do atirador foi encontrado morto antes do incidente ocorrer na aldeia de Hostoun, de onde era natural.

Para além dos mortos e dos onze feridos graves, os serviços de emergência confirmaram também ter tratado oito feridos "moderados" e cinco feridos "leves".

Num primeiro momento, a polícia checa anunciou a morte de "mais de 15 pessoas", tendo posteriormente revisto o número. À imprensa, Vondrasek adiantou também que as autoridades encontraram um "grande número de armas" no local do tiroteio, e que o número de vítimas poderia ter sido muito maior sem a "resposta rápida" da polícia.

Um vídeo publicado pelas autoridades mostra o aparato policial na zona durante o tiroteio.

Outro vídeo aparenta mostrar dezenas de pessoas a fugir na Ponte Carlos, alguns metros a sul do local do incidente.

No X, o autarca da capital checa, Bohuslav Svoboda, disse estar "absolutamente chocado" com o incidente.

"Estou absolutamente chocado com o que aconteceu na Faculdade de Letras de Praga. Por favor, tenham cuidado. Assim que soubermos mais pormenores, iremos comunicá-los", escreveu Svoboda.

O incidente obrigou também ao cancelamento da agenda do primeiro-ministro do país, conforme o próprio comunicou nas redes sociais.

"Devido aos trágicos acontecimentos ocorridos na Faculdade de Letras de Praga, cancelei o programa de trabalho em Olomouc e regressarei a Praga. Estou em contacto com o Ministro do Interior", escreveu Petr Fiala na rede social X.

Também o presidente da Chéquia, Petr Pavel, expressou pesar pelos acontecimentos na capital do país.

"Estou chocado com os acontecimentos ocorridos na Faculdade de Letras da Universidade Carolina. Gostaria de expressar o meu profundo pesar e as minhas sinceras condolências aos familiares das vítimas do tiroteio. Gostaria de agradecer aos cidadãos o facto de terem respeitado as instruções das forças de segurança e de terem prestado a máxima cooperação", escreveu Pavel.

Europa

Mais Europa

Patrocinados