Covid-19: Portugal regista 14 mortes e 11.080 novos casos nas últimas 24 horas

Agência Lusa
2 jan, 15:58
Covid-19 em Portugal
Covid-19 em Portugal

Os casos ativos voltaram a aumentar nas últimas 24 horas, totalizando 203.322, mais 7.099 do que no sábado

PUB

Portugal registou, este domingo, mais 14 mortos e 11.080 novos casos de covid-19, de acordo com a mais recente atualização do boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS).

Nas últimas 24 horas, O número de pessoas internadas aumentou. Há agora registo de 1.081 pessoas internadas em enfermaria (mais 58 que no último boletim) e 148 internados em Unidades de Cuidados Intensivos (mais seis que no dia anterior).

PUB

Os casos ativos voltaram a aumentar nas últimas 24 horas, totalizando 203.322, mais 7.099 do que no sábado, e recuperaram da doença 3.967 pessoas, o que aumenta o total nacional de recuperados para 1.201.704.

Das 14 mortes, cinco ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, quatro no Norte, uma no Centro, duas no Alentejo, uma no Algarve e uma na Madeira.

Os 11.080 casos hoje confirmados representam uma redução em relação aos últimos dias, tendo em conta que, desde 29 de dezembro, Portugal tem registado um número de infeções diárias sempre superior a 20 mil.

Comparativamente com a situação registada em Portugal no mesmo dia há um ano, o país tem hoje mais 7.839 novos casos de infeção - contabilizaram-se 3.241 novos casos em 02 de janeiro de 2021 - e mais 126.647 casos ativos (há um ano totalizavam 76.675).

PUB
PUB
PUB

Nesta comparação, o número de internamentos é significativamente inferior, uma vez que há um ano estavam internadas 2.858 pessoas, 492 das quais em cuidados intensivos, havendo também agora menos óbitos (no mesmo dia de 2021, o boletim da DGS contabilizava 73 mortes nas 24 horas anteriores).

Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a região com mais novos casos diagnosticados nas últimas 24 horas, num total de 6.111, seguindo-se o Norte (2.998), o Centro (596), a Madeira (525), o Alentejo (374), o Algarve (340) e os Açores (136).

Em relação ao dia anterior, as autoridades de saúde têm mais 2.566 contactos em vigilância, totalizando 175.880 pessoas.

Segundo os dados da DGS, oito dos 14 óbitos foram de idosos com mais de 80 anos, cinco da faixa etária entre os 70 e 79 anos e um entre os 50 e 59 anos.

O maior número de óbitos desde o início da pandemia concentra-se nos idosos com mais de 80 anos (12.313), seguindo-se as faixas etárias entre os 70 e os 79 anos (4.116) e entre os 60 e os 69 anos (1.748).

PUB
PUB
PUB

O maior número de novos casos diagnosticados situa-se no grupo etário entre os 40 e 49 anos (2.072), seguido das faixas entre os 20 e 29 anos (2.028), entre os 30 e 39 anos (1.912), entre os 50 e 59 anos (1.646), entre os 10 e 19 anos (1.235), entre os 60 e 69 anos (844), entre os 0 e os 09 anos (755), entre os 70 e 79 anos (376) e dos idosos com mais de 80 anos (212).

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados