Neymar deixa futuro na seleção brasileira em aberto: «Não garanto nada»

10 dez 2022, 00:04
Croácia-Brasil

Após a eliminação no Mundial 2022, o camisola 10 da «canarinha» assumiu que precisa de «tempo para pensar»

Neymar acabou o Croácia-Brasil em lágrimas, após a eliminação da canarinha do Mundial 2022, nos penáltis. Já na zona de entrevistas rápidas, o avançado foi confrontado com a sua continuidade na seleção brasileira e deixou o futuro em aberto.

«Sinceramente, não sei. Acho que falar agora é mau porque a cabeça está quente, não estou a raciocinar direito. Se falasse que é o fim estaria a precipitar-me, mas também não garanto nada. Vamos ver o que acontece daqui para a frente», disse o jogador do paris Saint-Germain, citado pelo Globoesporte.

«Quero tirar este tempo para pensar na seleção, pensar no que quero para mim. Não fecho as portas à seleção, também não digo a cem por cento que vou voltar», acrescentou Neymar, que em 2026 terá 34 anos.

Neymar assumiu ainda que este desaire «parece um pesadelo».

«Não dá para acreditar no que está a acontecer. Esta derrota vai doer por muito tempo. Por isso é tão triste. Queria agradecer aos brasileiros pelo apoio, carinho e respeito. Dizer que, infelizmente, não conseguimos o nosso sonho, mas faz parte, é futebol e acontece. Agora é ir para casa, lamentar e sofrer pela derrota», frisou.

 

O camisola 10 do escrete reconheceu que é «difícil falar neste momento» e lamentou que «um grupo alegre e feliz» tenha sido eliminado «num jogo injusto».

«[No balneário] falei algumas palavras sobre todo este ciclo, estes dias que passámos juntos. Passa muito rápido, por isso temos de aproveitar ao máximo. A carreira de uns na seleção acaba, chegam os jovens. Fizemos muitos amigos aqui, estou contente de ter feito parte deste grupo, estou orgulhoso de cada um. Infelizmente, não coroamos este grupo com a vitória, mas acontece», concluiu.

Relacionados

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados