Marta Louro, jornalista, morre em acidente trágico

27 abr, 17:08
Marta Louro (Foto: Correio da Manhã)

Repórter do Correio da Manhã morre aos 27 anos, num acidente de viação em Lisboa

Marta Louro, jornalista do Correio da Manhã, morreu esta na tarde desta quarta-feira na sequência de um acidente de mota no Eixo-Norte Sul, em Lisboa

A informação foi confirmada pelo Correio da Manhã, do grupo Cofina. "A jornalista da CMTV e do Correio da Manhã, Marta Louro, morreu na tarde desta quarta-feira num acidente, em Lisboa, quando se deslocava em reportagem. Marta Louro, de 27 anos, seguia num motociclo no Eixo Norte-Sul quando colidiu com uma viatura entre as saídas das Laranjeiras e Sete Rios daquela via. Marta Louro, que seguia como passageira, não resistiu aos ferimentos e o óbito foi declarado no local. O condutor da moto sofreu ferimentos graves e foi transportado para o hospital de Santa Maria, na capital", escreve o jornal.

Segundo a mesma fonte, Marta Louro estudou Ciências da Comunicação na Universidade Autónoma de Lisboa, tendo no final da licenciatura iniciado um estágio na secção de Sociedade do jornal, depois trabalhado numa rádio em Beja para regressar ao Correio da Manhã.

É "com profundo pesar que partilhamos a trágica notícia do acidente fatal que a nossa colega Marta Louro sofreu esta tarde", afirma em comunicado a administração da Cofina, que salienta a "profissional exemplar, sempre pronta a colaborar".

A CNN Portugal e a TVI endereçam as mais sentidas condolências à família de Marta Louro, aos seus amigos, ao Correio da Manhã e aos colegas de profissão.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

País

Mais País

Patrocinados