Pisko: «Somos vice-campeãs, por isso, queremos sempre algo mais»

28 jun, 13:53
Seleção nacional de futsal feminino no apuramento para o Euro 2022 (FPF)

Seleção portuguesa procura fazer melhor resultado após ter perdido a final em 2019

A ala Daniela Ferreira, mais conhecida como Pisko, admitiu esta terça-feira que a seleção portuguesa de futsal feminino procura «algo mais» no Europeu2022, que arranca na próxima sexta-feira, depois de ter sido vice-campeã em 2019.

«Chegámos à final no último Europeu e fomos vice-campeãs, por isso, quando voltamos a uma competição destas, queremos sempre algo mais. Mas, primeiro ainda há uma meia-final com a Hungria e é nesse jogo que temos de nos focar. O resto logo veremos», afirmou a jogadora de 33 anos, em declarações divulgadas pela Federação Portuguesa de Futebol.

A internacional portuguesa explicou que a equipa está a fazer tudo para preparar da melhor forma o duelo com a Hungria, e rejeitou que exista ainda alguma ansiedade para o duelo com a equipa magiar.

«Ansiedade vamos sentir, se calhar, no dia antes do jogo ou no próprio jogo. Agora estamos focadas em melhorar e fazer a melhor preparação possível. Esperamos uma Hungria com defesa mais baixa, em que teremos se calhar mais posse de bola. Sabemos que se calhar vamos ter mais dificuldades em chegar à baliza e criar ocasiões de golo, por isso teremos que ser pacientes», referiu a ala do Nun’Álvares.

O encontro entre Portugal e a Hungria está agendado para próxima sexta-feira, às 21h30, no Pavilhão Multiusos de Gondomar. No mesmo dia, no outro encontro das meias-finais, a Espanha defronta a Ucrânia (17h00). A final está agendada para o dia 3 de julho.

Patrocinados